Aplicativo LGBT auxilia no combate à homofobia

Plataforma colaborativa permite que usuários compartilhem locais e casos de discriminação

Na semana passada o mundo comemorou a adoção do casamento gay em todo o território americano. Aré mesmo o Facebook aderiu às cores contra o preconceito, com as fotos do perfil adaptadas com as cores do arco íris para mostrar suporte à causa LGBT.

Mas nem só de fotinho colorida no Facebook se faz o apoio ao movimento contra a homofobia. Para auxiliar nesse combate, cuja criminalização já foi pedida pela presidente Dilma Rousseff por meio das redes sociais, o aplicativo GPSGAY oferece espaço para que os usuários façam postagens públicas caso sofram atos homofóbicos.

Além disso, o app, que forma um mapa colaborativo de locais gays e gay friendly, mostra as ONGs e entidades de defesa dos direitos humanos mais próximas de onde a pessoa está, para que possa procurar ajuda em casos de discriminação.

Para a fundadora do aplicativo, a designer gráfico Magdalena Rodriguez, ter a possibilidade de mostrar às outras pessoas onde há casos de homofobia é uma forma de evitá-la e combate-la. ?No aplicativo também são publicados de forma permanente artigos que tem a ver com os direitos dos homossexuais e também divulgação de campanhas contra a homofobia?, explica ela. Caso ocorra um caso de preconceito em um dos locais cadastrados no aplicativo, os usuários podem fazer as queixas diretamente na página do estabelecimento e alterar sua avaliação do local, compartilhando o caso com a comunidade.

Para o futuro, a ideia é incorporar um espaço específico no aplicativo para cadastrar escritórios de advocacia que o oferecem defesa e aconselhamento em casos de discriminação para a comunidade LGBT.

Bruno Jean, cadastrado no aplicativo, considera o aplicativo completo e reservado para a comunidade LGBT. ?Se quando mudei de cidade, há um ano, já existisse o aplicativo, minha mudança teria sido muito mais fácil?, declara.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS