Dia da Proteção das Florestas: será?

Em um ano, o desmatamento na Amazônia aumentou mais de 200%. O número foi calculado pela organização não governamental Imazon

O instituto de pesquisa monitora o desmatamento na Amazônia há mais de 20 anos. No levantamento divulgado, foram derrubados 1.700 quilômetros quadrados de floresta nativa, entre agosto de 2014 e fevereiro deste ano. A área desmatada é maior que a cidade de São Paulo.

Comparando essa derrubada com o período anterior, o desmatamento na Amazônia aumentou 215%.

Segundo o Imazon, quase a metade do desmatamento ocorreu em áreas particulares, nas quais a floresta veio abaixo para a expansão da pecuária, principalmente no Mato Grosso. No Pará, o desmatamento foi provocado em grande parte pela grilagem, que é a invasão de terras públicas. Já em Rondônia, segundo os ambientalistas, as árvores vêm sendo destruídas para dar lugar à agricultura.

Do total desmatado nos últimos sete meses, o estado que mais destruiu a floresta foi Mato Grosso (35%), depois Pará (25%) e Rondônia (20%).

O papel das florestas plantadas na proteção ambiental
O Brasil iniciou o desenvolvimento de uma cadeia ligada à colheita de árvores, que ajuda a manter a floresta de pé. Isso é possível graças a uma solução conhecida como ?árvores plantadas?, que nada mais são do que mudas específicas, como eucalipto ou pinus, plantadas em áreas determinadas com o objetivo de suprir a necessidade de madeira de alguns segmentos industriais, como celulose, papel, pisos laminados e painéis de madeira.

Os resultados práticos dessa iniciativa já são visíveis: dados da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), associação que representa toda a cadeia produtiva de árvores plantadas, do campo à indústria, mostram que as florestas plantadas no Brasil capturaram 1,69 bilhão de toneladas de dióxido de carbono em 2014.

?Além das funções produtivas, o plantio de árvores evita o desmatamento de habitats naturais, protegendo a biodiversidade, além de preservar o solo e as nascentes de rios, recuperar áreas degradadas e contribuir para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa por serem estoques naturais de carbono?, afirma Elizabeth de Carvalhaes, presidente-executiva da Ibá.

Com grande importância ambiental, as florestas plantadas também ocupam papel de destaque na economia. Dados da associação mostram que esse mercado já responde por 5,5% no PIB Industrial e gera mais de quatro milhões de empregos diretos, indiretos e resultantes do efeito de renda.

Atualmente, as florestas plantadas totalizam 7,74 milhões de hectares no Brasil, ou 0,9% do território nacional. Em 2014, os investimentos em ações de responsabilidade social e ambiental das empresas do setor totalizaram R$177 milhões, beneficiando cerca de dois milhões de pessoas.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Ibá e do portal G1.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS