Um e-commerce eficiente

Bruno Henriques, CEO da Kanui, falou sobre os diferenciais da marca no BR Week 2015

Bruno Henriques, CEO da Kanui, e-commerce de artigos esportivos, com faturamento de R$ 202 milhões em 2014, em apenas 3 anos de mercado, participou do BR Week 2015.

Em sua apresentação Henriques contou sobre os diferencias da marca e como obteve um crescimento tão rápido em tão pouco tempo. Recentemente a Kanui foi adquirida pelo Grupo Rocket Internet, dono da Dafiti e Tricae. De acordo com o executivo, a Kanui passa a ter sinergia nas operações com as marcas, mas ele continuará à frente da área comercial e de marketing da empresa.

“Criei a marca do zero e fiquei no meio dos conflitos entre as áreas de marketing e de compras, que não se entendiam”, comentou. Percebendo as dificuldades de entendimento entre as tarefas, Henriques criou um departamento para intermediar os processos entre as duas.

Outro diferencial da rede é que Henriques contratou engenheiros para área de marketing. Segundo ele, para essa área é preciso ter habilidade com números. “Isso não é muito comum, mas a gente fez e deu certo. Acredito que seja por causa do pragmatismo desses profissionais, que são focados em resultados e não se preocupam com outras questões que desviam a atenção”, explicou.

Henriques comentou que todos os colaboradores têm acesso ao relatório financeiro da empresa. “Apresentamos para que todos conheçam o que se passa na empresa e saibam como as informações se relacionam.”Tudo é medido em tempo real, isso nos possibilita tomar decisões rápidas”, afirmou o CEO.

Na Kanui, a inovação não depende só dos fundadores da marca, mas da equipe toda. “Temos uma cultura de testes em que todos os colaboradores fazem pequenos testes, com poucos investimentos e em pequena escala. Depois da apresentação dos resultados, decidimos vamos escalar ou não”, contou.

“Envolvemos toda a organização em uma cultura enxuta e não existe burocracia. De sexta-feira, por exemplo, fazemos um Happy Hour no escritório. Nós queremos que os colaboradores trabalhem felizes com o que fazem”, completou.

Leia mais

Como engajar o consumidor 2.0

Quer crescer? Pergunta como no Posto Ipiranga

Tecnologia e gestão de processos: retorno produtivo e eficiente






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS