O dia em que nosso saldo com a Terra ficou devedor

Dia de Sobrecarga da Terra, quando os recursos do planeta deixam de ser suficientes, chega cada vez mais cedo. Em 2015, o dia foi 13 de agosto

Mais uma vez, foram menos de oito meses para que a humanidade utilizasse todos os recursos naturais existentes para o ano inteiro. 13 de agosto é o Dia de Sobrecarga da Terra, conhecido em inglês como Overshoot Day. A data marca como a demanda anual sobre a natureza vai além do que o planeta pode regenerar durante um ano. O cálculo é feito pela Global Footprint Network (GFN), organização internacional pela sustentabilidade, parceira global da Rede WWF, que monitora a Pegada Ecológica das cidades do mundo inteiro. Desde 2000, a data tem surgido cada vez mais cedo: de 1º de outubro em 2000 a 13 de agosto em 2015.

Os dados da GFN apontam que a quantidade de emissão de CO² compõe mais da metade da demanda sobre a natureza. Os custos deste excesso ecológico estão se tornando cada dia mais evidente com o desmatamento, a seca, a escassez de água doce, a erosão do solo, a perda de biodiversidade e o acúmulo de dióxido de carbono na atmosfera. Este último é uma preocupação constante por conta das mudanças climáticas. Consequentemente, os governos têm como prioridade tomar medidas para definir como melhorar o desempenho econômico de longo prazo de sua nação sem deixar de pensar em ações para melhorar a relação do homem com a natureza.

“Sozinha, a pegada de carbono da humanidade mais do que duplicou entre 1961 e 1973, quando o mundo entrou em Overshoot ecológico. Continua a ser o componente de maior crescimento do fosso crescente entre a Pegada Ecológica e a biocapacidade do planeta?, afirma Mathis Wackernagel, presidente da Global Footprint Network.

Segundo ele, o ?acordo global para excluir gradualmente os combustíveis fósseis, que está sendo discutido em todo o mundo antes da COP 21, em Paris, ajudaria significativamente a frear o crescimento da Pegada Ecológica e, eventualmente, contribuir para sua mitigação?.

A pegada de carbono está ligada a outros componentes da Pegada Ecológica como, por exemplo, lavouras, pastagens, florestas, terras produtivas, edifícios e estradas. Todas estas exigências competem por espaço. À medida que está sendo mais exigida para alimentos e produtos de madeira, considera menos áreas produtivas disponíveis para absorver carbono a partir de combustíveis fósseis. Isto significa que as emissões de carbono se acumulam na atmosfera em vez de serem completamente absorvidas.

Para 2015, a absorção de gases de efeito estufa por si só exigiria 85% da biocapacidade do planeta. Nos níveis atuais de emissão de carbono, seria necessário o dobro da biocapacidade florestal global para absorver todas as emissões de carbono que são geradas em todo o mundo.

Supondo que as emissões globais de carbono serão reduzidas em pelo menos 30% até 2030, abaixo dos níveis atuais, de acordo com o cenário sugerido pelo IPCC, o dia de Sobrecarga da Terra poderia ser transferido para 16 de setembro de 2030 (assumindo que o resto da Pegada continuaria a expandir no ritmo atual), de acordo com a Global Footprint Network.

Veja as datas anteriores:

 

LEIA MAIS:

O planeta azul está no vermelho

Planeta Terra passa a operar no vermelho quanto a recursos naturais

Material de cobre é capaz de transformar CO2 em combustível

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS