5 iniciativas que combatem o desperdício de alimentos

Segundo dados da ONU, de tudo o que é produzido no mundo por ano, pelo menos um terço acaba no lixo

Para demonstrar que pequenas atitudes podem mudar essa realidade, foram selecionadas cinco iniciativas que buscam, no reaproveitamento de alimentos, uma saída para esse desperdício. Confira.

Pay As You Feel Café

Na cidade inglesa de Leeds existe um café simpático e simples que abriga até 30 pessoas, o Pay As You Feel (?Pague o que quiser?, em tradução livre). Como o nome sugere, o cliente paga o quanto ele acha justo pelo que está consumindo. O que, neste caso, são diversas opções de comidas produzidas a partir de alimentos que passaram do prazo de validade, mas que ainda estão em perfeitas condições de consumo. O cardápio que procura sempre oferecer opções nutritivas e saudáveis varia de acordo com o estoque de alimentos doados por supermercados, feiras e restaurantes.

Leia também: Fruta feia: menos desperdício e mais desconto

Movimento Satisfeito

Você senta no restaurante, escolhe o prato que deseja comer e na hora de fazer o pedido avisa que você quer a porção “Satisfeito”. Essa opção reduz em um terço a quantidade de comida que seria servida. Você paga o valor normal do prato ao restaurante e o estabelecimento se compromete a doar em dinheiro o valor economizado na sua refeição ao Movimento Satisfeito, criado pelo Instituto Alana. Esse montante, por sua vez, é repassado para organizações inseridas no programa como a ONG Banco de Alimentos e o Seeds of Light.

Leia também: Atacadão quer diminuir desperdício de alimentos

Foodsharing

Sabe aquele pacote de feijão que você acabou comprando a mais por impulso e que iria acabar no lixo? Então, o site alemão Foodsharing criou uma plataforma que permite compartilhar este e outros alimentos que seriam desperdiçados de uma maneira bem simples. Para participar, o usuário precisa cadastrar no site os itens que ele deseja doar. Os alimentos ficam disponíveis para busca através de um mapa que cobre toda a Alemanha e o interessado só precisa ir até o endereço onde está sendo doada a mercadoria e retirá-la. Vale lembrar que a principal regra do site é de nunca doar algo que você não comeria.

Supermercados Sainsbury’s

A tradicional rede britânica de supermercados decidiu que todo alimento que não pudesse ser doado deveria ser transformado em energia para abastecer suas lojas. Nascia o projeto piloto voltado para converter restos de alimentos em gás biometano por uma empresa de reciclagem. Esse gás é transformado em energia elétrica que é enviado à uma loja da rede na região de Cannock por meio de uma linha de transmissão de 1,5 quilômetros de extensão, o que permite ao supermercado ter todo seu consumo energético baseado neste processo.

Leia também:Carrefour lança projeto contra o desperdício de alimentos

FoPo Food Powder

Uma startup sueca criou uma tecnologia batizada de FoPo Food Powder que desidrata frutas vencidas e as transforma em pó, o que aumenta sua validade de duas semanas para dois anos. É interessante notar que todas as frutas usadas no FoPo são compradas por um valor bem menor, pois todas estão perto de seu vencimento. Desta forma, agricultores e varejistas também conseguem lucrar com um produto que certamente teria o lixo como destino. O objetivo da startup é alimentar nove bilhões de pessoas até 2050 a fim de reduzir em 40% o desperdício dos alimentos produzidos no planeta.

Fonte: Catraca Livre.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS