Número de novas empresas sobe 4,9% no 1º semestre

São Paulo foi responsável por 27,3% dos novos empreendimentos no período, segundo Serasa Experian

No primeiro semestre do ano foram criados 990.964 novos empreendimentos no Brasil. Número representa aumento de 4,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados são do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, divulgado hoje (27) pela instituição.

De acordo com o levantamento, em junho foram criadas 168.445 empresas, aumento de 12,8% em relação ao mesmo mês de 2014. Na comparação com o mês de maio deste ano houve queda de 3,2% no número de novas empresas.

Para os economistas da instituição, o aumento do indicador no acumulado do ano, pode ser justificado pelo quadro adverso da economia, pois aumenta o empreendedorismo por necessidade, em contraposição ao empreendedorismo por oportunidade, como alternativa para o aumento de desemprego no País.

O número de novos Microempreendedores Individuais (MEIs) surgidos no período foi de 748.371, 9,6% mais que no mesmo período do ano passado. As Sociedades Limitadas registraram queda de 11,6% e a criação de Empresas Individuais caiu 4,5%.

A crescente formalização dos negócios no Brasil é responsável pelo aumento constante das MEIs, registrado desde o início da série histórica do indicador. Em seis anos, passaram de 44,0% para 75,5% no último levantamento.

O setor de serviços continua sendo o mais procurado por quem quer empreender e correspondem a 61,3% do total de empresas criadas. Seguido de empresas comerciais (30,3% do total) e, no setor industrial (8,2%).

Segundo o estudo, no primeiro semestre do ano, São Paulo foi responsável por 27,3% dos novos empreendimentos, totalizando 270.302. Em seguida, aparece Minas Gerais, com 10,9% e o Rio de Janeiro com 10,1% do total.

Leia mais

Comércio representa 30% das novas empresas

Número de novas empresas cai 8,6%

Varejo retoma crescimento




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS