Confiança das MPEs cai em agosto

Segundo SPC Brasil e CNDL, confiança está na zona do pessimismo, com piora na percepção sobre o futuro

A confiança dos micro e pequenos empresários piorou em agosto e chegou a 36,7 pontos – abaixo do nível de 50 pontos – segundo pesquisa divulgada hoje (1) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O número demonstra pessimismo, principalmente nos indicadores que mensuram a percepção de presente e futuro – que está em 37,06 pontos. Segundo a pesquisa, 87,5% dos MPEs acreditam que a situação econômica piorou nos últimos seis
meses. Ainda: 71,1% acreditam que seus negócios especificamente pioraram nos últimos 6 meses.

No entanto, houve uma melhora na avaliação das expectativas frente ao futuro, que chegou a 56,3 pontos: 50% estão confiantes em relação aos seus negócios. A melhora também foi verificada no indicador que avalia a economia.

“O PIB recuou 1,9% no segundo trimestre de 2015, levando o Brasil a entrar em recessão técnica. Tanto o recuo dos investimentos e do consumo das famílias contribuíram para a queda, e isso leva os empresários a terem resultados negativos imediatos em seus negócios em relação aos últimos meses”, explicou, em nota, o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

Leia 

Supermercados acumulam queda de 0,20% nas vendas

83% são contra cobrança por sacolinhas em SP

82% consideram e-commerce seguro




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS