Startup ganha espaço com PEC das Domésticas

Blumpa, plataforma que conecta profissionais de limpeza a pessoas físicas e empresas, está em 4 cidades do País

Onde existem dificuldades, existem oportunidades que podem ser aproveitadas com o uso de tecnologia. Um exemplo é o Blumpa, uma startup criada no final de 2013 para conectar profissionais de limpeza a pessoas físicas e resolver o problema de encontrar uma boa diarista. A empresa, presente em quatro cidades brasileiras (São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e Curitiba), pretende chegar a 20 municípios e ampliar seus serviços para se tornar o ?resolve tudo? das atividades domésticas.

O Brasil é, de longe, o principal mercado mundial de profissionais para trabalhos domésticos, com 7,2 milhões de pessoas. ?A PEC das Domésticas aumentou em até 40% o custo de ter uma mensalista em casa, o que nos ajudou, porque as pessoas passaram a contar com diaristas?, comenta Eduardo Del Gligio, fundador e CEO da Blumpa. O foco da empresa, que se apresentou na edição 2015 do Conarec, principal evento de relacionamento com clientes do País, nesta semana em São Paulo, por enquanto está no mercado doméstico, mas os planos são ambiciosos.

?Com nossa plataforma, podemos fazer a intermediação de profissionais de diversas áreas, com segurança e a possibilidade de recomendação e avaliação?, comenta Gligio. ?Facilitamos o processo de selecionar alguém para trabalhar em casa?. Segundo o executivo, o principal desafio é adaptar o negócio a cada localidade onde a empresa está presente. ?As realidades regionais são muito diferentes e se não entendermos as características de cada mercado, não conseguimos ser relevantes?, explica.

Atualmente oferecendo serviços de diarista, a Blumpa quer também se expandir sua oferta para pequenos reparos, encanamento e consertos em geral. ?Será uma consequência natural do nosso desenvolvimento e estamos buscando investidores que nos permitam dar esse salto?, completa.

Leia mais:
PEC das Domésticas impulsiona expansão de franquia

Varejistas se adaptam à escassez de água

?Ganhe dinheiro sem sair de casa?




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS