São Paulo terá primeira Central de Libras

O primeiro ponto de atendimento será na sede do Ministério Público de São Paulo, no centro da capital; até o final do ano, serão 50 em todo o Estado

Por: - 3 anos atrás

         
Hoje, 4 de setembro, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência implantará a primeira Central de Libras do Estado na sede do Ministério Público de São Paulo, localizada na Rua Riachuelo, 115 ? Centro, no Auditório Queiroz Filho. A iniciativa tem o objetivo de auxiliar na comunicação de pessoas com deficiência auditiva que utilizam a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Até o final do ano, serão 50 centrais em funcionamento em todo o estado.

Por meio de um tablet ou computador, por meio de videoconferência, o intérprete de Libras remoto recebe a informação da pessoa com deficiência auditiva e traduz os sinais para o atendente público, intermediando a comunicação. As Centrais de Libras serão implantadas em órgãos governamentais de atendimento ao público. Segundo o Censo 2010, o estado de São Paulo conta com cerca de 1,9 milhão de surdos.

Os interessados em aprender a Língua Brasileira de Sinais podem se inscrever gratuitamente nos cursos de Libras do Centro de Tecnologia e Inclusão, localizado no Parque Fontes do Ipiranga, na zona sul da capital. Oferecido pelo governo do estado, o curso tem duração de 40 horas e é ministrado para quatro turmas de 20 alunos com a finalidade de transmitir noções básicas para uma conversa. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail sau@ctipfi.spdm.org.br ou pelo telefone (11) 5021-6663, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Fonte: Assessoria de Imprensa Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.