Por favor, reclame!

Como utilizar as reclamações a seu favor e fortalecer a marca

Receber reclamações é inevitável. Por mais que todos os esforços sejam feitos para evitar clientes insatisfeitos, é impossível agradar 100% dos consumidores. Porém, com boas estratégias e criatividade, você pode utilizar as críticas como algo positivo para a sua empresa.

Você sabia que a quantidade de clientes que reclamam da sua empresa é muito menor do que o número dos que ficam insatisfeitos, não reclamam e nunca mais voltam a fazer negócio com a empresa? Clientes que reclamam são potenciais que devemos explorar. Se ele reclama, significa que ainda acredita na sua empresa e quer tentar corrigir um processo para continuar sua relação!

O passo mais importante para sua empresa é entender as reclamações que são feitas. Não basta simplesmente classificá-las. É preciso ir até o ponto que gerou a insatisfação por parte do cliente. Se o motivo de reclamação foi troca, o que pode ter acontecido de errado nesse processo? Se o cliente não consegue comprar no site, será um erro de login ou a página não carrega? Quanto mais se entender dos problemas reclamados, mais processos que estejam incomodando o cliente podem ser corrigidos.

Ouça sua equipe de atendimento
Para os atendentes, é sempre muito desagradável lidar com clientes insatisfeitos, já que muitas vezes o tom da reclamação chega a ser agressivo. Uma pesquisa americana de 2013 revelou que 36% dos consumidores gritaram com os atendentes e 13% xingaram durante o processo de atendimento. Não é fácil estar na linha de frente no atendimento, mas, ao mesmo tempo, são os atendentes que sabem o que realmente está afetando o seu cliente.

Realizar reuniões periódicas e ouvir o que a sua equipe tem a dizer é uma forma de entender o consumidor e ao mesmo tempo motivar a sua operação. Incentive para que essa troca de informação sempre aconteça, ela pode trazer boas ideias.

Identifique o que o cliente quer
Mas afinal, quando o cliente reclama, o que exatamente ele quer da empresa em troca? Segundo a pesquisa americana National Customer Rage de 2013, a maioria dos clientes não quer uma compensação financeira em troca. Na verdade, apenas 26% indicaram isso como algo importante para receber da empresa.

A maioria absoluta dos clientes (92%) apenas gostaria de um tratamento digno, 76% querem a garantia do seu problema resolvido e 63% querem apenas ser ouvidos!

Muitas vezes soluções simples conseguem trazer o seu cliente de volta, basta começar com um pequeno passo inicial: Escutá-lo.

* Albert Deweik é CEO da NeoAssist






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS