CDC: consumo consciente e a defesa do meio ambiente

Fala-se muito sobre o chamado consumo consciente, mas você sabe o que ele significa?

É o ato de consumir da melhor forma possível, considerando as consequências das nossas decisões e hábitos na hora de comprar algo, utilizar algum serviço. Afinal, o consumidor pode, por meio de suas escolhas, contribuir para a construção de um mundo melhor. Então, conheça algumas dicas.

*Planeje suas compras ? Faça um planejamento antecipado e, com isso, compre menos e melhor, observando a qualidade dos produtos, cuidando da sua saúde e do seu bolso;

*Consuma só o necessário ? Reflita sobre suas reais necessidades e evite o desperdício. Para evitar a compra por impulso, pergunte a você mesmo: ?eu realmente preciso disso agora??;

*Reutilize produtos e embalagens ? Não compre de novo algo que você já tem em casa e pode consertar, transformar e reutilizar;

*Separe seu lixo ? Ao reciclar, você diminui o lixo que vai para os aterros, ajuda o meio ambiente e contribui para a redução de impostos ou taxas para manter depósitos em sua cidade;

Leia também: CDC: os direitos do consumidor no universo de compra online

*Divulgue o consumo consciente ? Além de envolver sua família neste movimento pelo consumo consciente em sua casa, converse com seus amigos também.

Conheça seus direitos como consumidor
Ser consciente significa também conhecer seus direitos e deveres como consumidor. No dia a dia, é bastante natural que você, em algumas situações, sinta que seus direitos estão sendo desrespeitados, mas não saiba bem como agir.

O primeiro passo é estar bem informado e prestar atenção a tudo, na hora da compra de um produto ou contratação de um serviço. O CDC (Código de Defesa do Consumidor) lista todos os seus direitos e deve sempre estar disponível para consulta em qualquer estabelecimento comercial. Se preferir, pode acessá-lo também pela internet.

Em caso de dúvida ou problemas com relação aos seus direitos, você pode procurar um dos órgãos de defesa do consumidor, como a Fundação PROCON, o Idec ? Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor ?, a Proteste ? Associação de Consumidores e o Portal de Defesa do Consumidor.

Atenção aos deveres também
É importante considerar que o consumidor também tem seu papel a cumprir. Por exemplo, na hora de comprar algo, é importante estar ciente do que realmente procura, para não se arrepender depois. O consumidor só tem o direito de se arrepender nas compras feitas por telefone ou outros meios de longa distância, como um catálogo.

Isso pode ocorrer sete dias após a pessoa pedir o produto ou então sete dias depois da entrega, já que ele não teve antes a oportunidade de analisar as características da mercadoria.

Outra dica importante: no momento da compra, verifique se todos os componentes estão em ordem ? o manual de instruções está em português? As características expressas na embalagem conferem?

Após comprar um produto, não deixe de pedir a nota fiscal. Cabe a você, consumidor, verificar as informações contidas nela (discriminação do produto, modelo, cor, prazo de entrega). Se não tiver data, entende-se que a mercadoria foi entregue no ato. No caso dos móveis, por exemplo, também deve existir a data prevista de entrega e quem fará a montagem.

Leia também: As 20 maiores conquistas do consumidor brasileiro

Outra orientação importante é evitar montar o produto sozinho. Neste caso, se algo der errado, você acaba perdendo o direito à garantia.

Consumo consciente na rede
Com a facilidade de comprar sem sair de casa, a qualquer hora do dia ou da noite e com direito a ofertas especiais, a internet vem sendo bastante usada pelos consumidores para isso.

No entanto, para que a conveniência não se torne um problema, é importante usar a rede de forma consciente, tomando as precauções necessárias para que suas transações sejam seguras.

Confira uma lista de recomendações:

*Realize compras apenas em computadores conhecidos. Evite locais públicos para isso, como lan house;

Leia também: CDC: os 20 direitos que o consumidor não conhece

*Guarde os comprovantes de suas compras on-line;

*Antes de enviar informações pessoais, como CPF e número de cartão de crédito, tenha certeza de que está numa página segura;

*Proteja suas senhas. Evite combinações óbvias, como datas de aniversário, por exemplo, e nunca forneça estes dados para uma outra pessoa;

*Compre apenas em portais seguros, de preferência conhecidos ou que já tenham sido utilizados por algum amigo;

*Observe atentamente as regras da loja com relação à troca, prazo de entrega, devoluções etc., e verifique os termos da compra;

*Acompanhe em seu extrato do banco se o pagamento das compras aconteceu de fato e, em caso de problemas, informe imediatamente a loja.

Fonte: Serasa Consumidor.

Acompanhe nossa cobertura nas redes sociais sobre a comemoração de aniversário do CDC por meio da #CDC25anos.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS