Tecnologia x presença: por uma infância fora das telas

Quantas vezes você presenciou uma criança deixar algo passar ao prestar atenção na tela da TV ou do celular?

Por: - 4 anos atrás

 
A tecnologia conseguiu, com inovação, nos manter cada vez mais conectados. A conexão, por sua vez, nos permitiu encontrar e reencontrar pessoas, conhecer gente nova por meio de jogos online, ouvir aquela música que não toca mais no rádio ou, ainda, nos sentir próximos de alguém, mesmo que não fisicamente.

Por outro lado, quantos de nós já deixou de curtir a vida para o fazer via redes sociais? Ou deixou de jogar, correr, caminhar, viajar, mas compartilhou a evolução naquele jogo irado que lançou na semana passada?

O problema não são os jogos, as redes sociais, a tecnologia e sua velocidade. Nós, seres humanos, que vivemos como se não houvesse amanhã, queremos aproveitar tudo ao seu máximo, sem pensar no que isso pode custar.

Pensando nisso, a operadora de telefonia móvel italiana, Wind, faz um apelo por meio de um filme produzido pela  Ogilvy&Mather, da Itália, para que crianças deixem seus vídeo games e curtam a vida pessoal e fisicamente, sem que seja preciso deixar de compartilhar as imagens do momento.

Confira o filme abaixo.