Lucro da Alpargatas cresce 42% com boas vendas de Havaianas

Principal marca da companhia registra aumento de 19% no terceiro trimestre, alavancando o desempenho

A Alpargatas, detentora das marcas Havaianas, Timberland, Meggashop e Osklen, conseguiu aumentar o lucro líquido consolidado em 41,2% no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano anterior, encerrando o período com lucro de R$ 79,3 milhões.

O crescimento da empresa veio justamente com o aumento 19% das vendas nas lojas da principal marca da empresa, a Havaianas, considerando as mesmas lojas, ou seja, aquelas abertas há mais de um ano. O crescimento da marca deve-se ao aumento do volume da nova coleção e da elevação dos preços médios das sandálias e dos produtos de extensão de marca.

Leia também
Havaianas quer dobrar presença na Europa

A Meggashop, por sua vez, conseguiu alta de 23% nas receitas, por conta do aumento de 13% no volume das vendas e dos preços 10% maiores. Já a Timberland, tanto franquias, como as lojas próprias, registrou queda de 4%, por causa do volume menor. E a Osklen segue com resultados negativos, considerando as mesmas lojas, com queda de 10,5%, devido à retração de 8,1% no número de tickets e à liquidação de coleções passadas.

A principal notícia do trimestre foi a venda das marcas Topper e Rainha por R$ 48,7 milhões ao Grupo Sforza , liderado pelo empresário Carlos Wizard – atual dono do Mundo Verde. Com a venda foi criada uma nova companhia para as duas marcas, a NewCo Brasil.

Leia também
Dono do Mundo Verde compra Rainha e Topper

Com isso, o foco da Alpargatas agora é fazer crescer ainda mais o volume e a rentabilidade de sandálias no Brasil; consolidar a marca Havaianas em novos mercados, categorias e também no varejo de lojas exclusivas; aumentar a rentabilidade e expansão de Mizuno no Brasil e na América Latina; e desenvolver e consolidar a Osklen no segmento feminino e no exterior.

A companhia encerrou o trimestre com 669 lojas, sendo 392 de Havaianas no Brasil, 96 da marca no exterior, 22 da Osklen no Brasil e 3 no exterior, além de 13 da Timberland no Brasil.

Leia também
Havaianas abre loja em NY  

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS