10 dicas para contratar seu seguro

Guia dos Seguros, lançado pela PROTESTE, também ajuda a não errar ao contratar

 
Cada vez mais os brasileiros percebem a importância de contratar um seguro. Em tempos de economia mais difícil, então, proteger um bem adquirido torna-se essencial. Assim, os seguros fazem parte do nosso cotidiano.

Como contratar a proteção também não é barato, é importante que o consumidor tenha mais conhecimento sobre o assunto. Por isso, a PROTESTE Associação de Consumidores lançou o Guia dos Seguros online, que pode ser baixado gratuitamente aqui.

A publicação ajuda a esclarecer terminologias do ?segures?. Termos como sinistro, prêmio, cobertura, franquia e outros que são jargão das seguradoras fazem parte do guia, que trata de seguros automotivo, de vida, residencial, saúde, previdência privada, fiança locatícia, viagem, prestamista e educacional.

“O principal objetivo é oferecer mais informações para que o consumidor escolha os seguros adequados às suas necessidades, e não seja lesado nem ludibriado”, destaca Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE. A associação aponta ainda algumas dicas. Confira:
 
10 dicas para não haver arrependimento com a contratação do seguro:
 
1.Responda com clareza e honestidade todas as perguntas dos formulários das corretoras e seguradoras. Qualquer omissão ou incorreção poderá acarretar a perda da indenização, com pagamento do prêmio à seguradora.
 
2. Para alteração das condições contratuais após a emissão da apólice, deverá haver concordância das duas partes (segurado e seguradora). No caso de seguros coletivos, alterações dependerão da concordância expressa de 2/3 do grupo interessado.
 
3. Consulte informações sobre a seguradora e o corretor. O ideal é contratar o seguro de um corretor que conheça o mercado e tenha melhores condições para atender as suas necessidades.
 
4. O não pagamento do prêmio (valor que o segurado paga à seguradora para transferir a ela o risco previsto em contrato) sujeitará o segurado à suspensão ou até ao cancelamento do seguro.
 
5. A seguradora tem o direito de recusar uma proposta de seguro (novo, renovação ou alteração que modifique o risco). Caso não o faça em até 15 dias, o seguro será considerado aceito. A seguradora terá de comunicar formalmente ao segurado a razão que motivar eventual recusa da proposta.
 
6. A indenização do sinistro deverá ocorrer em até 30 dias, a contar da entrega de todos os documentos básicos apresentados pelo segurado ou beneficiário, que deve exigir protocolo que identifique a data de recebimento do aviso de sinistro e respectivos documentos.
 
7. Assegure-se de que todas as coberturas e exclusões constem do contrato, para que não haja surpresa.
 
8. Só contrate produtos de empresas habilitadas pela Susep. Além de consultar informações no site, informe-se sobre reclamações em entidades de defesa do consumidor e peça indicação de amigos e familiares.
 
9. Não contrate serviços dos quais não necessite, porque eles serão cobrados, encarecendo o seguro.
 
10. Guarde todos os recibos, notas fiscais e documentos referentes a despesas que devam ser cobertas pelo seguro. Caso não receba da seguradora, eles serão as provas para exigir ressarcimento em um órgão de defesa.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS