Identificador eletrônico para pets

Microchip é alternativa para encontrar seu animal de estimação com mais facilidade em casos de perdas na viagem de férias

O Backhome é um identificador eletrônico da Virbac, 8ª maior companhia farmacêutica veterinária do mundo, que pode ser aplicado em cães, gatos e equinos. Não é rastreador, mas contem todos os dados mais importantes sobre o animal. Basta um leitor de microchip universal para acessar os dados que, entre outras informações, incluem os contatos do dono. O chip pode ser útil também em casos de roubos

 

Pets perdidos e roubados preocupam e comovem donos, criadores e especialistas de entidades de proteção aos animais. A Promotoria de Meio Ambiente e Defesa dos Animais acredita que boa parte dos animais é roubada e utilizada para procriação e venda em feiras clandestinas. Por serem registrados como objetos, a polícia civil não consegue mensurar um número de roubos no Brasil. Portanto, cabe ao dono do pet, responsável por sua segurança, estar atento aos cuidados básicos. ?Identificar o animal é o primeiro passo,? conta a gerente técnica da linha de pequenos animais da Virbac, Fabiana Zerbini. ?Existe tecnologia que permite a identificação do pet por meio de microchip, uma alternativa mais eficaz que escrever nome e telefone na coleira do pet,? complementa.

bakhomechip

Backhome

Essa tecnologia chama-se Backhome, um identificador eletrônico que registra todos os dados importantes do animal, como nome, endereço, telefone, histórico de vacinações, medicamentos de uso crônico, vermifugações, doenças e alergias, além dos contatos do dono, criador e veterinário responsável. É possível inserir também uma foto do animal com alguma característica individual, como mancha ou cicatriz, o que facilita ainda mais a identificação. ?A leitura exige apenas um leitor de microchip universal. Qualquer clínica veterinária, por exemplo, pode identificar o pet,? comenta Zerbini. O BackHome conta ainda com aplicador esterilizado exclusivo, com microchips testados individualmente, sistema click anti-retorno que impede o microchip de retornar ao aplicador, agulha especial, que minimiza a dor e permite a aplicação sem anestesia. O produto é feito com biopolímeros leves e resistentes, que impedem a quebra ou migração do microchip. ?Ao contrário da coleira comum, o chip não pode ser retirado. Não é um rastreador, mas é uma tecnologia que oferece mais possibilidades de ter o pet de volta.?

Zerbini também sugere outros cuidados para evitar a perda ou roubo dos pets. ?O dono não deve deixar o animal sozinho enquanto passeia com ele pelas ruas e dentro de automóveis. Evite amarrá-lo a entrada de estabelecimentos comerciais e o mantenha sempre com coleira. Não o solte, principalmente em locais de grandes multidões,? finaliza.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS