10 dicas para economizar combustível

Vai viajar de carro nas férias? Então confira algumas dicas do chefe de Engenharia da Ford para economizar combustível e viajar com mais segurança

Por: - 3 anos atrás

 
O fim de ano está chegando e as viagens de férias com carro são uma boa oportunidade para rever certos hábitos ao volante que, além da segurança, acabam aumentando o consumo dos veículos. Atitudes simples permitem um passeio mais agradável e seguindo algumas dicas é possível economizar combustível com vantagens para o bolso e, em última análise, para o meio ambiente.
 
Confira abaixo as dicas dadas pelo chefe de Engenharia da Ford na América do Sul, João Filho:
 
1. Curta a estrada
Se você vai pegar estrada e passar por belas paisagens, aproveite! Não pise fundo sem necessidade. Mantenha-se atento à estrada, com as mão no volante, e não pise fundo sem necessidade. De acordo com um estudo do instituto Natural Resources Canada, aumentar a velocidade de 100 km/h para 120 km/h pode gastar até 20% a mais de combustível.
 
2. Calibre os pneus
A pressão dos pneus abaixo do indicado no manual do proprietário faz o motor trabalhar mais e, consequentemente, há maior gasto de combustível. Isso é ocasionado pelo aumento da área de atrito do pneu com o solo. De acordo com o instituto canadense, por exemplo, rodar com até 8 libras abaixo do recomendado pode aumentar o consumo em 4%, além  de reduzir a vida útil dos pneus.
 
3. Manutenção em dia
É importante estar com manutenção do carro em dia e fazer as revisões recomendadas no manual do proprietário. A troca do óleo do motor e os filtros de ar e de combustível de acordo, na quilometragem indicada, são imprescindíveis, bem como o alinhamento da suspensão do veículo.
 
4. Desligue o motor apenas  em paradas prolongadas
Outra maneira de economizar combustível é desligando o carro sempre  que ele estiver inativo por mais de 60 segundos, por exemplo, quando se estaciona para esperar alguém. Manter o automóvel parado, com o motor ligado, por mais de 60 segundos, consome mais do que desligar o motor e ligá-lo novamente.
 
5. Acelere e freie suavemente
Essa é uma prática importante em qualquer momento ao dirigir um veículo: evite acelerar e frear bruscamente ou sem necessidade. Uma condução agressiva gasta muito combustível ? até 15% a mais na cidade, segundo o Natural Resources Canada. Mantenha distância do carro à frente, antecipe o tráfego e freie de forma suave. O sistema de injeção eletrônica corta a emissão de combustível ao motor quando o acelerador está liberado.
 
6. Elimine o peso extra
Evite carregar pesos desnecessários e deixar muitas ?tralhas? no carro. O peso da bagagem interfere no  consumo de combustível. Dados da pesquisa canadense apontam que o consumo pode aumentar em até 1% a cada 25 kg carregados. A recomendação também vale para a instalação de bagageiros externos, já que também afetam a aerodinâmica e eficiência do veículo.
 
7. Observe as rotações corretas do motor
O tacômetro, conhecido popularmente como conta-giros, fica no painel do carro e indica as rotações por minuto (identificadas pela sigla rpm) do motor. Há, para cada marcha, a rotação mais adequada. Quanto mais o motor ficar fora do giro indicado, maior será a quantidade de combustível utilizado. No manual do veículo, também há a recomendação da velocidade ideal para fazer as trocas de forma mais eficiente.
 
8. Use ar-condicionado com moderação
O ar-condicionado, em geral, utiliza a potência do motor e diminui sua eficiência. O instituto canadense aponta que, conforme o veículo, o ar-condicionado pode aumentar o consumo em até 20%.
 
9. Motores eficientes
Hoje, muitos carros tem motores extremamente eficientes e a Ford tem uma gama variada desses propulsores que funcionam de maneira bastante produtiva tanto no etanol como com gasolina. É claro que uma série de fatores, particulares de cada carro, como o conjunto de motorização e aerodinâmica, influencia no gasto de combustível. Portanto, ao comprar um automóvel novo ou ousado, é importante  verificar o potencial dos mesmos por meio do Ranking do Inmetro, que informa sobre a eficiência em termos de consumo e emissões.
 
Há exemplos desde motores 3 cilindros 1.0 até a tecnologia híbrida, como o Fusion Hybrid, o carro mais econômico do País que utiliza um motor elétrico na cidade e outro à gasolina para estrada, que podem trabalhar individualmente ou em conjunto. O sistema ainda é autossuficiente: o motor elétrico é alimentado pelo de combustão e pelos freios regenerativos, que transferem a ele parte da energia perdida na frenagem. Com isso, obtém uma média de consumo de 20 km/h. Mas essa nova tecnologia tem ainda um preço mais elevado.

Leia mais

Dicas para preparar uma ceia de Natal menos calórica

Café Natalino: uma deliciosa receita para a ceia