Vendas de SP registram a maior queda desde 2008

Segundo FecomercioSP, o recuo em setembro foi o maior da série histórica na comparação com 2014

As vendas do comércio do Estado de São Paulo foram 12,2% menores, em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo pesquisa da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). O recuo mensal foi o maior da série histórica, iniciada em janeiro de 2008.

O faturamento real do setor no mês foi de R$ 42,4 bilhões. Na comparação com setembro do ano passado, o varejo perdeu R$ 6 bilhões. No ano, a queda já acumula 5,6%, outro recorde histórico negativo quando se leva em conta essa base de comparação.

Leia também
Consumo das famílias despenca 36%

Os dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV) tem como base informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) – como há uma demora na compilação pela Secretaria, os resultados ainda são de setembro.

Segundo os economistas da Federação, o ciclo econômico recessivo continua influenciando negativamente os resultados do comércio varejista. Pelo terceiro mês seguido as 16 regiões do Estado apresentaram queda geral nas vendas, o que indica, mais uma vez, a generalização e o agravamento do ciclo recessivo do comércio paulista.

Oito das nove atividades apresentaram recuo do faturamento em setembro, sendo os mais expressivos vistos em lojas de vestuário, tecidos e calçados (-24,2%); concessionárias de veículos (-22%) e materiais de construção (-22%). Somente o setor de supermercados apresentou crescimento, de 4,6%.

Leia também
Varejo demitiu 204 por dia em SP

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS