Satisfação com consumo diminui em SP

Percepção da renda é a menor desde 2009, mostra FecomercioSP

Em 2015, a satisfação do paulistano com a própria renda caiu 9,4% em relação a 2014, revela a 7ª edição da pesquisa IRBEM (Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município), realizada pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo e da FecomercioSP. Com 4,8 pontos, o resultado ficou abaixo dos 5,5 registrados em 2009.

Leia também:
Varejo deve perder bilhões com feriados em 2016

No quesito exigência com o consumo, o contentamento diminuiu 12,7% no comparativo anual, totalizando 4,7 pontos. Entre 2014 e 2015, observou a entidade, todos os indicadores referentes ao consumo, incluindo aspectos como quantidade consumida em termos de necessidades, até os que dizem respeito ao consumidor.

Leia também:
3 em 10 devem usar 13º para pagar contas

A satisfação com os serviços de saúde vem caindo desde 2009, enquanto a utilização de serviços públicos vem crescendo desde 2008. Apesar da área ter a média mais alta entre os fatores com maior importância para a qualidade de vida na cidade (62%), a posse de plano de saúde recuou 26% em 2015.

Leia também:
Varejo fatura menor receita desde 2010 em SP






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS