Vendas reais de supermercados fecham 2015 em queda

Resultado negativo reflete diminuição da massa salarial mostra índice de ABRAS

As vendas do setor supermercadista acumularam queda de 1,90% em 2015 em comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com o Índice Nacional de Vendas ABRAS, divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade, durante coletiva de imprensa, em São Paulo.

Leia também:
Vendas em supermercados caem 4%

Em dezembro, as vendas em valores reais – deflacionadas pelo IPCA/IBGE, apresentaram queda de 4,39% em relação ao mesmo mês de 2014. Em valores nominais, as vendas do setor registraram alta de 6,95% no acumulado do ano e 5,81% em comparação a dezembro de 2014.

Leia também:
Preços nos supermercados sobem mais de 11% em 2015 

De acordo com a entidade, apesar de todos os esforços do setor supermercadista e da indústria, o resultado negativo de vendas no ano passado é reflexo do aumento do desemprego e da diminuição da massa salarial, ocorridos principalmente no segundo semestre de 2015.

“O cenário econômico do Brasil continua desafiador e, portanto, inicialmente nossa previsão para o ano é de que as vendas continuem negativas (-1,80%)”, comentou em nota o vice-presidente da ABRAS, Márcio Milan.

Leia também:
Intenção de Consumo das Famílias cai 35% em janeiro






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS