São Paulo terá fábrica de discos de vinil

A fábrica ganhou o nome de ?Vinil Brasil? e contará com 7 máquinas que eram da gravadora e fábrica de discos Continental

Esta semana uma grande notícia para os fãs do vinil repercutiu nas redes sociais especializadas em música. O empresário brasileiro Michel Nath informou que abrirá uma fábrica de prensar discos de vinil na região central de São Paulo, na Barra Funda. A instalação terá capacidade para produzir em média 150 mil discos de vinil mensais.

A fábrica ganhou o nome de ?Vinil Brasil? e contará com 7 máquinas que eram da gravadora e fábrica de discos Continental (fechada há vinte anos). ?Foi incrível resgatar essas máquinas abandonadas, parecia que estávamos diante da tumba de um faraó, ou descobrindo um navio viking congelado em um iceber?, comentou Nath para o site Noize.

Atualmente há apenas um fabricante em operação no Brasil, a Polysom, localizada no Rio de Janeiro, que produz cerca de 10 mil unidades por mês.

Nath foi enfático, disse que sua fábrica estará ?a serviço da música?. ?Quero causar uma revolução no mercado fonográfico brasileiro. Quero que a qualidade do vinil suba e que o preço baixe, para que mais pessoas tenham acesso?. E acrescentou ?acredito que o vinil deve ser valorizado de verdade, o som é realmente melhor do que em qualquer outra mídia. Não quero que seja visto apenas como algo cool?.

De acordo com a consultoria Nielsen, só em 2015 as vendas de discos de vinil subiram 30%.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS