Como ser um CEO moderno, segundo a Victorinox

Karl Kieliger, CEO da Victorinox no Brasil, fala sobre as competências necessárias para liderar uma empresa e seguir atualizado, valorizado e competitivo

Por: - 4 anos atrás

karl kieliger victorinoxDinamismo e a busca por novas oportunidades são características fundamentais para qualquer homem de negócios. Diante de um cenário político-econômico incerto e, ao mesmo tempo, com extrema abundância tecnológica, líderes de companhias de diversos setores buscam novos alicerces e inspirações para seguirem liderando com sucesso. Neste cenário, conversamos com Karl Kieliger, CEO da Victorinox no Brasil, sobre as principias características que podem fazer de um CEO um líder moderno e de sucesso.

CM – A tecnologia está transformando hábitos de consumo e indústrias inteiras. Se uma companhia não consegue se adaptar não será competitiva. Na sua visão, como um CEO deve posicionar-se diante deste cenário? Quais seriam as competências necessárias para liderar e seguir atualizado e competitivo?

Karl Kieliger – É muito importante que o CEO faça analises e crie estratégias alinhadas com as novas tendências para garantir o futuro da empresa. Eu, particularmente, gosto muito de me inspirar em outros mercados, outras marcas e outros canais. Assim, posso acompanhar como as outras companhias estão caminhando para a evolução da empresa. Eu lidero a Victorinox Brasil de um jeito dinâmico, tomando decisões rápidas e buscando sempre novas oportunidades. Outro ponto que eu gostaria de mencionar é sobre a capacidade de inovação, que é um dos pilares da marca Victorinox e sempre esta presente em nossos produtos. Nossos canivetes criados há mais de 130 anos ainda são os best-sellers da nossa marca, um produto atemporal, que acompanha diariamente os nossos consumidores. A Victorinox tem em seu histórico esta capacidade de acompanhar tendências e se renovar.

CM – Segundo estudo mundial da PwC, 56% dos CEOS entrevistados acreditam que as empresas vão competir com novos setores nos próximos três anos e 54% deles já ingressaram em uma área de atuação diferente (ou consideraram fazê-lo) no último triênio. Como você analisa essas informações? Você acredita que o CEO brasileiro está realmente preocupado e tem se preparado para essas adaptações?

Karl Kieliger – O mercado brasileiro é muito dinâmico, e por isso acredito que as empresas aqui se adaptam muito rápido. Com o cenário econômico atual, o baixo crescimento do BIP no país, força as empresas brasileiras a procurarem novas oportunidades em outros mercados, isto faz parte do mercado nacional e o brasileiro tem facilidade para aceitar estas mudanças e se adaptar.

CM – Qual seria hoje a principal competência para um CEO ?moderno?? Onde estaria o seu valor para uma organização no mercado atual?

Karl Kieliger – Nossa empresa, como uma subsidiária da Victorinox, é responsável pela distribuição dos produtos Victorinox no mercado brasileiro, contando também com um escritório de vendas e marketing, com a busca pela penetração e consistência da marca, além da necessidade de crescimento, a minha principal competência precisa estar diretamente ligada com as áreas de Vendas e Marketing. Além disso, com as rápidas mudanças que enfrentamos diariamente, o dinamismo é extremamente importante. O CEO define as estratégias anuais e acompanha sua equipe no dia a dia para que todos juntos alcancem as metas e atinjam com sucesso as expectativas traçadas. Posso mencionar também a flexibilidade como uma das principais características para um CEO. Finalmente, ele deve controlar os avanços da empresa e corrigir a equipe caso o foco vá para outra direção.

 

Foto: Bruno Pavão