Vendas no e-commerce recuam 1,1%

Perspectiva para os próximos meses não é favorável para o comércio varejista, garante Mastercard

Apesar do crescimento registrado nos últimos meses, em janeiro o e-commerce diminuiu 1,1% em comparação ao mesmo período de 2015. Pela primeira vez, em toda a série histórica do SpendingPulse, relatório mensal da MasterCard sobre o varejo, as vendas online atingiram patamar negativo abaixo da média dos últimos três meses, que foi de 6,7%.

Leia também:
Receita das MPEs deve se manter inerte 

Os setores de artigos farmacêuticos e de móveis tiveram desempenho superior à média do canal de distribuição, enquanto os setores de eletrônicos, hobby & livraria e vestuários ficaram abaixo do crescimento do canal.

Leia também:
Vendas de supermercados em SP caem 1,39% em 2015

?A perspectiva para os próximos meses não é favorável para o comércio varejista brasileiro impulsionado pelo aumento da taxa de desemprego, inadimplência e pressões inflacionarias que reduz o poder de compra dos consumidores em vários setores econômico? , analisou em nota Kamalesh Rao, diretor de pesquisa econômica na MasterCard Advisors.

Em termos de regiões, Norte (?9,9%) e Sudeste (?9,9%) tiveram desempenho acima da média, enquanto Nordeste (?10,7%), Sul (?12,1%) e Centro Oeste (?11,4%) ficaram abaixo do registrado pelo varejo, na comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Leia também:
Venda do varejo atinge pior nível desde 2009 em SP 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS