Economia compartilhada: que tal dividir o táxi?

Easy Taxi traz para o Brasil ferramenta inédita para compartilhamento de corridas, com tecnologia 100% nacional

Por: - 4 anos atrás

Monkey Business Images/ Shutterstock

Ir e vir de táxi diariamente pode parecer algo que ficaria muito caro. O ideal, então, seria um transporte público ou carro próprio, certo? Bem, nem sempre. Com o preço das passagens de ônibus e metrô, a depender da distância e encontrando pessoas para dividir o táxi, a corrida pode ficar muito mais em conta.

easy-share
E Easy Taxi quer ajudar o consumidor nesse sentido: a empresa é pioneira no serviço de compartilhamento de corridas, com a ferramenta Easy Share. A tecnologia foi 100% desenvolvida em sua sede no Brasil e já opera em sistema android, devendo começar essa semana a operar em iOS.

A partir de muitos estudos, pesquisas de campo e testes, a equipe do Brasil da Easy Taxi desenvolveu esta ferramenta, que pode chegar a proporcionar economia de até 60% com táxi, compartilhando o mesmo carro com outros usuários próximos a ele.

O serviço funciona da seguinte forma: o usuário acessa o aplicativo e, na hora de pedir um táxi, seleciona um ícone na parte inferior da tela que automaticamente habilitará aquela corrida para ser compartilhada com outros usuários próximos que estejam indo para destinos da mesma região. Quando acionada a ferramenta, até quatro usuários podem compartilhar a mesma viagem. Para isso, é necessário obrigatoriamente colocar o endereço de destino ao solicitar o táxi.

easy-share-2

O valor final da corrida é dividido entre quantos usuários que estiverem no táxi e cada um poderá pagar a sua parte. Nesta fase inicial, o compartilhamento só é válido para corridas realizadas por pagamento “Empresas” ou “Cartão de Crédito no App”.

Para o usuário que não quiser dividir o táxi com ninguém, basta desabilitar a ferramenta.

Shows e meio ambiente

“EasyShare chega ao mercado próximo de grandes eventos, como Olimpíadas, o que, por exemplo, facilitará e muito em termos de mobilidade e redução de custos aos turistas e residentes do Rio de Janeiro, que com a ferramenta poderão ir ao evento compartilhando um mesmo táxi” explica Fernando Matias, country manager Brasil Easy Taxi.

“O mais relevante é o impacto de redução de carros na rua, o que contribui também com menos emissão de CO2 e promove ainda mais a mobilidade urbana no país, sem contar que muitas vezes uma corrida compartilhada custará quase que o mesmo valor de uma viagem com outros meios de transporte, por exemplo, metrô ou ônibus” diz Matias.