Vídeo: um duelo entre um avião e um carro

Disputa entre Boeing, da Qantas, e carro elétrico da Tesla aconteceu no aeroporto de Avalon, em Melbourne (Austrália). Veja como foi este duelo

Por: - 4 anos atrás

Foto: Divulgação

Se você colocasse lado a lado um avião e um carro, em quem você apostaria para vencer esse duelo? Aliás… essa “corrida” sequer seria possível? Pois bem, a Qantas Airline, maior companhia aérea da Austrália, e a Tesla, fabricante de carros elétricos Premium, tornaram possível esse duelo.

Assim, o aeroporto de Avalon, em Melbourne, Austrália, foi cenário para essa ilustre disputa entre dois feitos da engenharia: de um lado, um avião modelo Boeing 737-800 da Qantas, do outro, o carro elétrico modelo S P90D, da Tesla.

O desafio revelou inovação, habilidade e poder, e colocou ambos os motores e pilotos à prova. O avião, com os seus dois motores CFM Internacional, pode gerar mais de 50 mil libras de empuxo e voar a uma velocidade de 850 km/h. Já o carro elétrico, modelo S, pode ir de 0 a 100 km/h em três segundos – não pode voar, mas em terra é o carro quatro portas mais rápido já fabricado.

Ambos ficaram lado a lado: o avião atingiu sua velocidade de decolagem – 140 nós –, e o Tesla alcançou sua velocidade máxima de 250 km/h. O automóvel parou no final da pista e foi o vencedor no chão, ultrapassado pela aeronave que realizou sua essência: voar.

Reforçando o compromisso da Qantas e da Tesla para a sustentabilidade, todas as emissões produzidas no teste foram offset.

Parceria

O duelo, na verdade, foi uma ação realizada para apresentar a parceria entre as duas companhias, que promete aos clientes acesso a experiências de inovação. Além de benefícios como eventos exclusivos aos passageiros regulares da Qantas, incluindo testes em novos veículos Tesla; associação ao Qantas Club para proprietários do Tesla modelo S; e conectores de parede de alta potência da Tesla em instalações Qantas Valet em Sydney, Melbourne, Brisbane e Adelaide, permitindo aos proprietários do modelo S que os veículos sejam carregados enquanto viajam.

“É um encontro de mentes”, afirma Alan Milne, diretor de meio ambiente e combustível da Qantas. “Ambas as empresas são apaixonadas por seguir ultrapassando as fronteiras do serviço ao cliente, além de assegurar inovação e sustentabilidade no setor de transportes.”

Todas as emissões de poluentes de viagens corporativas domésticas realizadas pela fabricante de carro serão compensadas pelo programa Qantas Future Planet. Reuniões regulares entre as duas empresas serão realizadas para projeção de oportunidades no setor de transporte sustentável.

“Somos grandes admiradores da maneira como a Tesla revolucionou o mercado de carros elétricos e estamos ansiosos para compartilhar nosso conhecimento e avançar o trabalho iniciado em 2012 sobre o biocombustível como alternativa ao combustível de aviação”, explica. “O que pode ser melhor do que comemorar o trabalho em conjunto com uma corrida exclusiva entre carro e avião?, conclui”