Cielo lança plataforma aberta de gestão

Aplicação permite receber pagamentos, ler código de barras e controlar estoque

A Cielo acaba de lançar o Cielo LIO, uma plataforma aberta de inovação colaborativa e gestão de negócios voltada ao varejo brasileiro. Com um sistema operacional próprio, o CieloOS – baseado em Android –, o lançamento permite o desenvolvimento de aplicativos próprios e traz diversas funcionalidades que facilitam o dia a dia do negócio do varejista.

Entre elas estão a criação de catálogos de produtos e serviços, registro de pedidos com leitura de código de barras por meio de câmera integrada, controle de estoques e recebimento de pagamentos, enviando inclusive o comprovante digital para o consumidor. Além disso, o LIO permite ainda que o lojista consulte extratos e gere relatórios de vendas por período, e oferece um aplicativo de mensagem instantânea para atendimento online.

As primeiras unidades entram em operação no varejo em maio e a expectativa da companhia é atingir 50 mil unidades em todo o Brasil até o final do ano e um milhão nos próximos cinco anos. De acordo com a Cielo, a loja de aplicativos Cielo Store estará disponível na plataforma a partir do segundo semestre de 2016. O lançamento vem praticamente uma semana depois que a Rede, empresa de meios de pagamento, anunciou sua estratégia on-line de aproximação com desenvolvedores para agregar novos serviços e produtos ao varejo.

“Repensamos a experiência do lojista na hora de fazer pagamentos, diferente de tudo o que o segmento já conhece. Nosso foco foi pensar em como tornar essa experiência totalmente amigável e intuitiva para o nosso cliente, que esteve no centro de todo o processo”, explicou em nota Danilo Caffaro, vice-presidente de Produtos e Negócios da Cielo. “A Cielo LIO foi idealizada por nós para criar uma plataforma não só inovadora, mas também transformacional. Isso porque as possibilidades são infinitas, com potencial de mudar significativamente a relação do lojista com o consumidor”, diz. A companhia também publicará APIs, um conjunto de normas que permitem que qualquer parceiro ou desenvolvedor interessados desenvolvam aplicativos para o CieloOS.

“Por ser uma plataforma aberta, vamos aproveitar o conhecimento de cada um dos players para oferecer a melhor solução final para o cliente”, completou Caffaro. Três parceiros da bandeira – NCR, Linx e VTEX – já estão em processo de desenvolvimento de suas soluções de gestão e automação comercial para o CieloOS.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS