7 regras para aumentar as vendas com o WhatsApp

Os clientes estão na plataforma de comunicação rápida. É preciso estar lá também. Veja como

Todos os dias surgem novos aplicativos mobile e novos sites para facilitarem de alguma forma a vida das pessoas. Com alguns cliques é possível compartilhar os seus momentos com o mundo através das redes sociais, enviar fotos para amigos e familiares ou transmitir ao vivo uma aula ou palestra.

Os clientes também estão sem tempo para comprar e o motivo pode ser o mesmo, estão conectados. As pessoas querem relacionamento e são imediatistas, querem o contato com o vendedor e sair da loja com a sacola. O uso do smartphone não é para comprar, é para relacionar-se através das redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas – seja por texto, fotos ou vídeos. Nunca estivemos tão solitários com tanto relacionamento virtual.

As lojas, escritórios de profissionais autônomos, empresas e até industrias ainda não perceberam as oportunidades que perdem com a falta de uso do WhatsApp ou o uso incorreto nas vendas e fidelização de clientes. Existem algumas regras para lidar com a ferramenta e conseguir ter resultados.

1. Use o aplicativo para relacionar-se com os clientes
A venda deve ser consequência. Por exemplo, para um consultório odontológico, mantenha os clientes informados sobre os horários das consultas, previsão do tempo para o dia e horário da consulta e situação do transito na região. Para uma loja de shopping, informe os clientes sobre eventos que acontecem na região, lançamento de filmes no cinema do shopping, melhores horários para encontrar vagas no estacionamento e a origem das datas comemorativas como a Páscoa, dia do consumidor, dia das mães e outras. Ao lembrar as datas comemorativas, os clientes lembram que precisam comprar presentes.

2. Lista de transmissão
A lista de transmissão é uma forma rápida para enviar mensagens individuais para um grupo pré selecionado. Os destinatários recebem de forma individual. O uso de grupos não é aconselhado para uso profissional.

3. Só envie mensagens se o motivo for válido e de interesse de quem irá receber
Se o uso é para relacionamento, a mensagem tem que de alguma forma parecer personalizada. Uma das dicas é criar a lista de transmissão separando os clientes pelo sexo, masculino e feminino. Desta forma, você poderá começar a frase, por exemplo com “Boa dia, Senhor!” ou “Bom dia, Senhora!”.

4. Texto profissional
Cuidado com o uso de gírias, “memes”, assuntos polêmicos, imagens e outros. O texto deve ser profissional e isso não quer dizer formal. Antes de enviar leia duas ou mais vezes e peça para um colega também ler e revisar, além de sugerir mudanças. Escreva da forma como o desejado pelo perfil dos seus clientes.

5. Foco no objetivo
O objetivo principal do relacionamento via aplicativo é manter o cliente informado sempre com foco em possibilidades para vir pessoalmente na sua loja, empresa ou consultório. Fidelizando os clientes através de uma interação fácil e ágil e que todos estão conectados.

6. Faça como os vendedores coach
O Vendedor Coach não vende, ajuda os clientes a comprarem. Trazendo informações de interesse dos clientes, quando eles precisarem comprar algo, eles irão tomar a iniciativa. Por exemplo: um escritório de advocacia que mantém os clientes informados sobre mudanças nas leis, precauções para evitar problemas futuros entre outros, quando o cliente precisar de ajuda irá procurar o escritório através do WhatsApp – pela facilidade e também pelo relacionamento. A venda é consequência.

7. A comunicação é uma mão de duas vias – vai e volta
Esteja preparado para responder as mensagens enviadas. Tenha um profissional preparado e pronto para atender os clientes via aplicativo. Quando recebemos uma mensagem interessante e do nosso interesse, respondemos agradecendo ou perguntando mais sobre o assunto. Alguns clientes irão compartilhar esse conteúdo, então, insira no meio da mensagem ou na assinatura o nome da sua empresa.

*Jaques Grinberg é empreendedor, coach, palestrante, consultor, sócio em quatro empresas e autor do livro “84 Perguntas que Vendem”






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS