Conheça os nomes mais populares no Brasil

Também dá para descobrir quantas pessoas têm o seu nome por aí e onde elas estão

Por: - 3 anos atrás

Foto: TV Globo

Maria? João? Ana? Qual é o nome mais popular do Brasil? Todo mundo bem que desconfiava, afinal há nomes que são bem comuns nas nossas agendas telefônicas. Agora, graças a um levantamento inédito do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dá para saber oficialmente os  mais frequentes no Brasil, identificados pelo Censo Demográfico 2010.

De acordo com o IBGE, são 130.348 nomes diferentes na população brasileira (só o primeiro nome foi considerado). São 63.456 masculinos e 72.814 femininos, alguns comuns aos dois sexos. Entre as mulheres, Maria é o nome preferido – são 11,7 milhões de Marias – e, entre os homens, são 5,7 milhões de Josés.

O Instituto lançou o projeto Nomes no Brasil. Neste site, pelo projeto, é possível pesquisar o seu nome, com informações organizadas por sexo, unidades da federação e municípios. Assim, você consegue fazer um levantamento: quantos com o mesmo nome nasceram por década, quantos são seus xarás hoje e onde eles estão. Há ainda um aplicativo disponível gratuitamente para Android, por este link.

Nomes ao longo dos anos

A ferramenta também permite descobrir os nomes mais frequentes até 1929 e por década de nascimento a partir de 1930. Ou seja, dá para identificar o que entrou e saiu de moda.

Para o sexo feminino, Maria e Ana se mantêm estáveis em primeiro e segundo lugar, respectivamente, para todas as décadas. No caso do sexo masculino, Jose e Antonio aparecem em primeiro e segundo lugar, respectivamente, até a década de 1980. Na década de 1990, Lucas subiu à primeira posição e Jose caiu para a segunda. Já nos anos 2000, João ficou em primeiro e Gabriel apareceu na segunda posição.

Nomes de antigamente

O estudo permite ainda identificar nomes comuns até a década de 1930 que caíram em desuso nos anos 2000. Alzira, por exemplo, antes de 1930 aparecia 8.132 vezes e só apareceu 288 vezes nos anos 2000.  Oswaldo, Geralda, Severina, Avelino e Waldemar apresentaram comportamento semelhante. Já na década de 1950, deixaram de ser utilizados nomes como Terezinha e Neusa, para mulheres, e Benedito e Severino, para homens.

Recentemente, ganharam popularidade nomes menos convencionais, como Caua, Rian, Enzo, Kailane e Sophia.
Pessoas famosas

Como já era esperado, dá para observar mudanças de acordo com as personalidades famosas da época, mesmo que sejam personagens de novelas ou filmes. Esportistas também influenciam bastante.

O nome Dara, por exemplo, personagem de uma novela nos anos 1990, cresceu 4.592% nessa década. Nos anos 2000, o nome Cauã cresceu 3.924%, provavelmente por influência da fama do ator Cauã Reymond. Romario explodiu na década de 1980 e Ayrton nos anos 1990.

No projeto, foram registrados obrigatoriamente o primeiro nome e o último sobrenome de todos os moradores do domicílio e, havendo mais de um morador com primeiro e último nomes iguais, foram registrados os outros nomes que permitissem distingui-los.

As variantes foram contabilizadas separadamente: Ana é diferente de Anna, Luís, de Luiz e Raphael, de Rafael, por exemplo. Sinais como acentos, cedilha, trema e til foram desconsiderados, assim Antônio e Antonio foram contabilizados por igual.
Nomes mais populares no Brasil atualmente

nomes-populares