5 fatores para ficar atento na hora de obter um visto para os EUA

País tem uma política de visto bastante específica. Se sua ideia for passear por lá é importante observar esses detalhes

Patrick Thomas/ Shutterstock

Recentemente, uma adolescente brasileira de 17 anos foi impedida de entrar nos Estados Unidos pela imigração americana. A jovem ficou detida por cerca de uma semana em um abrigo para menores, de onde foi enviada de volta para o Brasil. A imigração americana alegou que a menina estaria tentando entrar no país para estudar sem o visto necessário. A família da adolescente afirma que ela iria passar dois meses passeando pelo país.

Este não é o primeiro caso de problemas com a imigração norte-americana. O país é reconhecido por tomar diversos cuidados com as suas fronteiras e são diversos fatores que podem impedir a entrada nos Estados Unidos. “São necessários muitos documentos para justificar a sua ida ao país. Um simples documento ou objeto esquecido na mala pode causar a negativa do visto”, explica a advogada de imigração especialista em visto americano, Ingrid Baracchini.

Segundo ela, cada visto tem uma finalidade diferente e eles são concedidos de acordo com a natureza da viagem. A advogada preparou uma lista com os principais fatores que podem impedir a entrada nos Estados Unidos. Confira:

– Não preencher os requisitos para obtenção do visto: em muitos casos, algumas pessoas acreditam que se enquadram nos requisitos para obter o visto, mas não conseguem comprovar legalmente que estão aptos a recebê-lo. “É de extrema importância analisar cada caso e verificar se o cliente possui todos os requisitos para a obtenção daquele visto. Uma resposta negativa é muito comum em processos de vistos de trabalho, habilidade extraordinária ou EB-5, pois muitas vezes não se comprova a origem legal do valor a ser investido”, comenta a advogada de imigração.

– Atraso na entrega de informações adicionais solicitadas: a imigração pode solicitar o Request Further Evidence (RFE), uma espécie de pedido de informação adicional. Ingrid explica que isso significa que o processo não foi negado, mas que a imigração quer mais informações antes de tomar uma decisão. “A imigração tem o direito de pedir o que quiser e julgar necessário para tomar uma decisão. Podem ser solicitados desde uma foto, um documento adicional ou uma carta de referência, por exemplo. O importante é não atrasar a entrega desses documentos pedidos” observa Ingrid.

– Antecedentes criminais: uma pessoa com antecedentes criminais pode ter o visto de imigrante negado por ser considerada “persona non grata” nos EUA. Os crimes são analisados caso a caso, mas, geralmente, são os de natureza grave, como crimes hediondos, os de natureza torpe ou os crimes de natureza moral, que podem causar a negativa de um visto de imigrante.

– Ter algum tipo de impedimento para entrar no país: se o interessado tiver algum problema anterior com os EUA, como visto negado, esteve de forma ilegal no país ou ultrapassou a data permitida pelo visto, por exemplo, pode enfrentar dificuldades para conseguir o visto de imigrante. Para pessoas que viveram ilegalmente durante um período, mas que desejam fazer o investimento para conseguir o visto de investidor, o pedido de perdão não é concedido. “Nesse caso, a pessoa precisará cumprir a penalidade de 10 anos fora dos Estados Unidos para que possa voltar a ser elegível para um visto de investidor,” explica a advogada.

– Patrocinador não cumpre os requisitos exigidos: alguns Green Cards exigem que haja alguém financeiramente responsável pelo processo de pedido de visto, como nos casos de visto por parentesco ou vistos de trabalho. O “patrocinador” deve ter renda para declarar e meios de comprovação como contracheques, por exemplo. “Se o cliente não possui um patrocinador que preencha os requisitos necessários, pode ter o processo negado ou suspenso por um ano até que forneça um patrocinador adequado”, completa Ingrid.






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS