Química: muito além da sala de aula

Veja curiosidades e aplicações práticas de algo que é muito mais do que uma matéria escolar: a química!

Por: - 3 anos atrás

Divulgação Basf

A química está mais presente no dia a dia do que a gente imagina. Em conjunto com a Física, costumam ser duas das matérias renegadas em anos escolares. No entanto, ambas têm muito mais aplicações práticas no nosso dia a dia do que podemos imaginar.

Aliás, sem a química, muitas coisas não existiriam como as conhecemos. Para comemorar o Dia Nacional do Químico, que acontece no dia 18 de junho, Rony Sato, Gerente de Tecnologia e Inovação da BASF para a América do Sul, nos mandou uma lista com as inovações mais surpreendentes da indústria química – e que estão presentes em nossas vidas diárias.

•    Brinquedos:

Para desenvolver brinquedos seguros, a indústria química criou uma série de soluções, entre elas o poliestireno e o plastificante. O poliestireno está presente no planejamento e concepção de diversos brinquedos. Em 1974, a BASF forneceu a matéria-prima para os bonequinhos do Playmobil e, desde 1977, está presenta nas peças do mais famoso brinquedo de montar: o Lego.

Já os plastificantes, responsáveis pela flexibilização dos plásticos, podem ser encontrados em brinquedos mais macios e dobráveis. A BASF lançou uma edição especial de bonequinhos smurfs, fabricados com o produto.

•    Cerveja e vinho:

Responsáveis pela filtração e estabilização das cervejas e vinhos, os polímeros de PVP mantém a qualidade das bebidas por mais tempo. Produzido pela BASF, o Divergan® impede que a cerveja perca sua qualidade antes de seis meses. É também o Divergan® que impede que o sabor da “loirinha” mude depois de algum tempo.

•    Calça Jeans:

Para colorir as calças mais famosas do mundo, a BASF desenvolveu corantes de anilina, alizarina e índigo para a indústria têxtil. Com o pigmento Indigo Blue, a companhia foi a primeira fornecedora da tonalidade azulada pela qual as calças jeans são tão famosas. Nos últimos 120 anos, a BASF não parou de contribuir para a inovação constante desse coringa da moda, permitindo que fosse colorido, desbotado, amaciado, alterado, dando-lhe possibilidades infinitas de aplicação.

•    Fraldas:

Com o intuito de melhorar a qualidade das fraldas desenvolvidas nos anos 50, a indústria química investiu em pesquisas para encontrar alternativas mais absorventes que o algodão. A resposta foram os polímeros superabsorventes. Conhecidos como SAPs, eles podem absorver várias vezes seu próprio peso em fluido e retê-lo, mesmo sob pressão, ou seja, não há retorno do líquido absorvido. O Hysorb®, inovação em superabsorventes para fraldas desenvolvida pela BASF, consegue absorver e reter líquido até 400 vezes seu peso molecular.

•    Calçados:

Desde uma delicada sapatilha até uma bota de alpinismo, uma chuteira de futebol, um sapato de segurança ou um tênis de última geração, sem os poliuretanos os calçados não seriam tão leves ou confortáveis. Presentes em todas as partes, do solado às peças decorativas, esses componentes dão mais desempenho e proporcionam muito mais durabilidade para todos os tipos de calçados. Patins do tipo roller blading e rodas de skate só se tornaram econômicas e resistentes graças à introdução de peças de poliuretano, fortes e resistentes à abrasão.