7 cuidados importantes na hora de passar roupas

Confira dicas importantes para garantir que passar roupa seja uma tarefa pelo menos mais fácil e (um pouco) mais agradável

Por: - 3 anos atrás

FabrikaSimf/ Shutterstock

Considerada uma das tarefas mais difíceis, passar roupas compete com lavar louça no quesito atividade mais chata a se realizar dentro de casa. Até porque, se mal exercida, pode resultar em roupas perdidas – nada pior do que ver uma marca de ferro no vestido preferido ou na camisa que seria usada na reunião importante do dia seguinte.

Ainda assim, cuidar das roupas é importante. Além da higiene, uma roupa bem passada ajuda a causar uma boa impressão, especialmente em ocasiões importantes, como trabalho ou reuniões de negócios. Assim, vale a pena investir em um bom ferro de passar roupas e tomar alguns cuidados que podem fazer a diferença, garantindo o tempo de vida útil do próprio aparelho e das peças de roupa.

O pessoal responsável pela área de ferros de passar roupas da Electrolux mandou essas 7 dicas para ajudar nessa tarefa que pode ficar muito mais fácil. Confira:

1)    Sempre verifique as etiquetas das roupas. Para evitar queimaduras ou evitar que a peça fique mal passada, confira a etiqueta da roupa. Veja se o tecido é indicado para passar e qual a temperatura ideal de acordo com o material, algodão, seda, linho, lã, dentre outros.

2)    Tecidos. Comece pelas peças mais delicadas, como nylon e lycra, que devem ser passadas utilizando uma temperatura baixa, para depois concluir a tarefa com as roupas mais pesadas, que precisam de temperaturas mais altas. Com isso, é possível otimizar o tempo e ainda evitar o risco de queimar a roupa, ao passar um tecido mais delicado com uma temperatura mais alta.

3)    Reservatório de água. Encha o reservatório de água com o ferro fora da tomada. Não coloque qualquer tipo de líquido ou produto de limpeza dentro do reservatório que não seja água, porque isso pode reduzir o tempo de vida útil do ferro e danificar as peças de roupas.

4)    Passe a vapor. O vapor deve ser ajustado para cada tipo de tecido. Por exemplo, seda nunca deve ser passada com vapor porque pode manchar. Para tecidos delicados, use o vapor no mínimo, para tecidos mais grossos, como linho, jeans, toalhas, use o vapor no máximo, assim as fibras vão ficar mais macias e o tecido lisinho muito mais rápido.

5)    Botões e zíperes. Evite passar o ferro em cima dos botões de camisas ou blusas e zíperes de calças. O correto é abri-las e passar a área à parte, delicadamente, e usar a borda salva botões para dar acabamento ao redor dos botões. Para evitar riscos na base, nunca passe o ferro sobre zíperes, evitando micro riscos que reduzem o deslizamento sobre os tecidos.

6)    Limpeza e manutenção. A limpeza do ferro de passar roupas deve ser feita pelo menos uma vez por mês para evitar acumulo de resíduos nas saídas de vapor, garantindo maior liberação de vapor e durabilidade do aparelho. Para limpar a base, use uma solução de 2/3 de copo com água e 1/3 de copo de vinagre branco. Com uma esponja macia, passe sobre a base. Retire todo o resíduo com um pano macio e úmido. A base acumula sujeira porque, muitas vezes, o consumidor usa o ferro em alta temperatura para passar um tecido delicado. Este calor queima as fibras dos tecidos e gruda na base. Após o ferro esfriar, retire toda a água do reservatório.

7)    Vapor vertical. Este recurso é muito útil para roupas que já foram passadas, mas que ficaram no cabide e ficaram um pouco amassadas. O vapor vertical revitaliza as roupas, deixando-as novamente como se tivessem acabado de ser passadas. Outra função do vapor vertical é remover odores como fumaça, poluição ou que ficaram muito tempo guardadas, pois o jato forte de vapor entra nas fibras dos tecidos, liberando das partículas que causam o mau cheiro.