Quer economizar? Troque seu plano de celular

Economia anual com troca de plano pode chegar a R$ 1,8 mil no Rio de Janeiro e R$ 1,4 mil em São Paulo, segundo Proteste. Saiba mais

Maksim Kabakou/ Shutterstock

Na hora de comprar um celular com 4G, a ideia é que ele funcione bem em qualquer lugar, não só quando estamos em casa, com o wi-fi ligado. Assim, buscar por um bom plano é algo que todo consumidor quer. No entanto, esta não é uma tarefa fácil. Afinal, são muitas as opções e nem sempre sabemos escolher qual delas é a mais adequada.

A fim de ajudar os consumidores a não terem uma fatura tão salgada no fim do mês, a Proteste Associação de Consumidores fez um estudo comparativo das seis principais operadoras. Os números mostraram a possibilidade economizar até R$ 1,8 mil ao ano, no Rio de Janeiro, e R$ 1,4 mil, em São Paulo, na troca dos planos mais caros pelos mais em conta.

Estas economias foram detectadas para o perfil superconectado, que simula o uso de pelo menos 350 minutos e 6GB de internet no mês. Mas o levantamento não leva em conta a qualidade dos serviços prestados.

Definir o perfil de uso e pesquisar entre os planos oferecidos pelas operadoras é a palavra de ordem. A economia anual em Brasília, Porto Alegre e Salvador pode chegar a R$ 709 para o perfil conectado, que estima o uso de pelo menos 150 minutos de voz e 3 GB de internet no mês.

O estudo da Proteste envolveu a análise dos planos pré-pagos, pós-pagos e controle das seis principais operadoras nacionais (Claro, Nextel, Oi, Porto Conecta, TIM e Vivo). Houve simulações também para o perfil pouco conectado, em que a pessoa usa pelo menos 50 minutos de ligações e pacote de dados de 1GB. Foram levantados valores para Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Salvador.

A Proteste orienta a verificar se o perfil de gasto é adequado ao plano contratado e levantar todas as possibilidades de pagar mais barato pelos mesmos serviços. No site da Associação há um simulador para ajudar a fazer as contas dos gastos e encontrar a melhor opção para o bolso.

As ofertas são variadas, por isso, é preciso atenção na hora de contratar o novo serviço. Sempre é bom perguntar o que exatamente é ofertado, por quanto tempo, quando expira o prazo de uso, se exige o vínculo de outros serviços, e se a adesão à promoção significa período de fidelização.  Atenção quanto ao período “preso” à operadora.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS