Problemas com estoque da Cnova geraram prejuízos de R$ 512 milhões ao GPA

Grupo divulgou que finalizou investigação sobre problemas identificados no ano passado na Cnova Brasil e segue com os ajustes

Os problemas identificados na gestão de estoque da Cnova Brasil geraram um prejuízo total de R$ 512 milhões no lucro líquido do GPA, segundo informou a empresa. Além do impacto negativo no lucro líquido, os problemas geraram também um impacto negativo no patrimônio líquido da Companhia de R$ 304 milhões.

A empresa iniciou investigação para apurar irregularidades na gestão de estoques no Brasil em dezembro do ano passado. Além de irregularidades na conduta de funcionários relacionadas à gestão de estoques, nos centros de distribuição, a companhia também identificou discrepâncias relacionadas às contas a pagar devidas a fornecedores e nas contas a receber/produtos em trânsito com empresas de entrega.

Houve também problemas no processo de troca de pedidos feitos por consumidores. A empresa identificou outros problemas, relacionados a ativos intangíveis e possíveis despesas operacionais indevidamente diferidos.

Com o fim das investigações, a empresa realizou uma série de ajustes em suas demonstrações financeiras dos exercícios encerrados em 31 de dezembro de 2015, 2014 e 2013, que totalizaram R$ 357 milhões referentes ao processo de investigação; R$ 18 milhões referentes a efeitos por mudança de práticas contábeis e R$ 182 milhões referentes à reavaliação da recuperabilidade dos ativos de tributos diferidos na Cnova NV, Cnova Brasil e Cdiscount.

Caso esses ajustes sejam aprovados pelo Comitê de Auditoria e pelo Conselho de Administração da empresa, a Companhia deverá reapresentar e republicar as suas demonstrações financeiras relativas ao exercício finalizado em dezembro de 2015, incluindo até os dados relativos ao primeiro trimestre deste ano, segundo informou em comunicado Christophe Hidalgo, diretor de Relação com Investidores do GPA.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS