Faculdade garante emprego? Tem algo errado aí…

A faculdade ou outra instituição garante colocação no mercado de trabalho? O PROCON-SP alerta para esse tipo de promessa – muitas vezes enganosa

Por: - 3 anos atrás

Shutterstock

É possível que você ou um conhecido tenha ouvido promessas como “garantimos colocação no mercado de trabalho após o fim do curso”. Normalmente usadas por faculdades, universidades ou cursos profissionalizantes, a frase é uma das famosas estratégias publicitárias para atrair pessoas para uma determinada instituição de ensino. Mas cuidado! Ninguém pode garantir isso, muito menos em tempos de crise.

Segundo dados do PROCON-SP, somente no primeiro semestre deste ano foram feitas 4.040 reclamações contra cursos livres. Os principais motivos são relacionados a contratos, como, por exemplo, promessas não cumpridas por parte das instituições de ensino – o que resulta em muita dor de cabeça na hora de cancelar um serviço.

 

Veja dicas do PROCON-SP antes se matricular em uma dessas escolas:

 

Visite o local do curso antes da contratação

Converse com outros alunos

– Se possível, faça uma aula teste antes de efetuar a matrícula.

Consulte o cadastro de reclamações do PROCON e verificar os comentários sobre as instituições nas redes sociais

– Cursos que prometem emprego certo após sua conclusão merecem atenção especial, já que as escolas não tem como garantir a colocação do aluno no mercado de trabalho.

– É preciso ler o contrato e se certificar que nele constam as ofertas feitas verbalmente.

– É necessário observar se não ficou nenhum espaço em branco no contrato. Algumas escolas aguardam a formação de turmas com um número pré-determinado de alunos e deixam em branco cláusulas que dispõem sobre horário, data de início do curso e dia da semana em que ele ocorrerá.

– Para os cursos profissionalizantes e os que devem expedir o certificado de conclusão com habilitação é obrigatório que estejam inscritos e registrados no órgão competente (curso de enfermagem, segurança, etc.).