Mais de 300 quilos de cocaína apreendidos na fábrica da Coca

O caso aconteceu na França e reacendeu uma velha polêmica envolvendo a Coca-Cola: afinal, o extrato vegetal número 5 é composto do quê?

Shutterstock

Uma história digna dos programas policiais brasileiros reacendeu uma velha polêmica sobre a Coca-Cola. Segundo informações da rede britânica BBC, um carregamentos com 370 quilos de cocaína foi apreendida no fim do mês passado dentro da fábrica da Coca em Signes, uma cidade no Sul da França. Essa é uma das maiores apreensões da droga feita no país.

Avaliada em 50 milhões de euros, a droga foi encontrada dentro de sacos com sucos de laranja concentrado, oriundos da América do Sul. O valor da mercadoria foi estimado pelo promotor de justiça de Toulon, Xavier Tarabeux, que se referiu a droga como “uma surpresa muito ruim”.

Os funcionários da fábrica da Coca-Cola foram excluídos de qualquer envolvimento. No momento, os investigadores tentam rastrear a origem da droga. “Os primeiros elementos da investigação mostraram que os empregados não estão de modo algum envolvidos”, diz Jean-Denis Malgras, presidente regional da Coca.

Velhas histórias

A descoberta da droga na fábrica de refrigerantes reacende uma velha polêmica que envolve a fórmula da Coca-Cola. Criada em 1886 pelo farmacêutico norte-americano John Pemberton, a bebida continha vestígios de cocaína derivada do extrato de folha de coca. Quando foi comercializada pela primeira vez no final do século 19, estima-se que um copo de Coca continha nove miligramas de cocaína. Em 1904, a empresa substituiu esse ingrediente com extrato de folha de coca livre da droga – ou pelo menos é isso o que eles nos dizem.

Com informações do BBC






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS