A conta de luz está alta? Contrate energia solar por assinatura

A conta de luz está alta? Acaba de chegar ao mercado um serviço de assinatura de energia solar, o que, convenhamos é uma ideia bem melhor para o meio ambiente

Por: - 3 anos atrás

Shutterstock

Com os aumentos consecutivos na conta de luz, seria ótimo ter uma opção para economizar nos gastos, não é?! Essa é a proposta da Renova Green, uma startup de Curitiba (PR) que oferece a instalação de geradores de energia sustentável para residências.
Este tipo de serviço já existe e é permitido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). No entanto, o custo para ter esses equipamentos em casa é elevado. Por isso, de acordo com Reinaldo de Lima Neto, co-fundador da startup, a alternativa para popularizar a energia sustentável foi a criação do serviço de instalação de geradores solares por assinatura.

O consumidor interessado preenche um cadastro e a equipe da Renova Green vai até a casa da pessoa fazer uma vistoria. “Desde o ano passado, trabalhamos para desenvolver um sistema que de baixo custo projetado para ser utilizado em qualquer residência. Mas depende do posicionamento do telhado, da estrutura da casa e da exposição ao sol”, explica Neto.

O serviço é parecido com o de TV por assinatura, o primeiro combo comercializado tem uma taxa de instalação de R$ 199 e mensalidades de R$ 19,90. Os painéis são colocados no telhado já com um conversor e não é preciso ter um espaço extra para ter o equipamento.

Os dois sistemas funcionam juntos e conforme a luz do sol é absorvida, ela é transformada em eletricidade e vai direto para o quadro de luz. Mas quando não houver sol suficiente, o sistema elétrico tradicional será usado. A alteração é automática.

Segundo Neto, a economia na conta de luz é de R$ 40 em média e se o consumidor quiser economizar mais, poderá optar pela instalação de mais placas solares. Se o consumo da casa for menor que a captação da energia solar, o que sobrar vira crédito para a próxima conta.

Além de casas, de acordo com Neto, o equipamento também pode ser instalado em apartamentos com cobertura, condomínios e pequenos comércios. Por enquanto, o serviço está sendo comercializado somente em Curitiba. Os primeiros 20 equipamentos estão em fase de instalação e a ideia é expandir o serviço para todo o estado paranaense e depois, para todo o Brasil. “Já temos mais de 850 interessados no serviço e estamos estruturados para atender a toda essa demanda. Estamos prontos, assim que conseguirmos um aporte vamos dar escala no projeto”, afirma Neto. “Este tipo de captação de energia sustentável vai ser difundido cada vez mais, nossa ideia é acelerar esse processo”, finaliza.