Conversor de vídeo do Youtube para MP3 entra na mira da Justiça

A indústria da música já promoveu embates judiciais famosos, como foi o caso do “povo” contra o Naspter. Agora, o alvo é uma prática bem popular na internet: a conversão de vídeo para áudio MP3

Shutterstock

Quem adora música e ama fuçar a internet, é bem possível que já tenha ouvido do site Youtube-mp3.org. Para quem não conhece, trata-se de um endereço que converte vídeos do YouTube para arquivos em MP3. Em outras palavras, o videoclipe vira música para os seus ouvidos.

Pois bem… não é preciso dizer que a prática é ilegal e representa milhões ou até bilhões de dólares em prejuízos às gravadoras. Assim, era de se esperar que o assunto chegasse aos corredores das maiores gravadoras do mundo, que decidiram tomar uma atitude: a Recording Industry Association of America (RIAA) decidiu processar o site de conversão, exigindo uma multa de US$ 150 mil por download.

De acordo com a indústria da música, existem mais de 60 milhões de usuários e dezenas ou centenas de milhões de downloads ilegais por mês. “Em primeiro lugar, não deveria ser tão simples desenvolver esse tipo de atividade e nenhum site do tipo deveria aparecer no topo de qualquer pesquisa em sites de busca”, afirma Cary Sherman, presidente da RIAA.

No fim, sobrou até mesmo para os sites de buscas da internet. Segundo Geoff Taylor, representante de uma das maiores gravadoras envolvidas no processo, empresas como o Google ajudam a impulsionar sites como o Youtube-mp3.org e outros similares. “Esperamos que os anunciantes responsáveis, os motores de busca e os provedores de hospedagem reflitam sobre a ética ao apoiar sites que enriquecem atraves de fraudes”, afirma. Seria mais um Empresas x Napster?

Com informações do ENGAGET




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS