13 dicas para economizar com a festa da criançada

Saiba como agradar as crianças com uma bela festa de aniversário e o mais interessante: sem estourar o orçamento familiar

Por: - 3 anos atrás

Shutterstock

Em tempos de crise fica exceder os gastos, especialmente quem tem criança pequena em casa – e sedenta por presentes e festinha. Como incluir esse gasto sem extrapolar as finanças? É possível que o buffet não caiba no orçamento, mas é possível fazer uma festa aniversário legal, com escolhas inteligentes e criativas.

Confira as 13 dicas da HapParty, plataforma especializada na organização de festas infantis, e tenha uma boa festa.

1. A união faz a força
Por que não considerar se juntar a alguém do mesmo círculo de convívio, sejam parentes ou amigos, e fazer uma festa única? Muitas vezes, existem amiguinhos ou outras crianças da mesma família fazendo aniversário no mesmo mês ou em datas próximas. Esse é o momento exato para unir forças e proporcionar a alegria dos pequenos, já que todas as despesas do evento poderão ser divididas entre as famílias ou amigos.

2. Na ponta do lápis
Em tempos de crise, para realizar uma festa infantil é indispensável manter todas as despesas na ponta do lápis. Uma lista simples apontando todos os possíveis gastos para que o orçamento não saia do controle deve ser feita.

3. Lista de convidados enxuta
Não é necessário convidar metade da cidade para fazer a alegria da criançada. Tudo que importa para os pequenos é a presença dos familiares mais próximos e dos melhores amiguinhos. Portanto, ao fazer a lista de convidados, priorize as pessoas mais próximas. Os amigos e familiares mais achegados que tenham filhos pequenos também devem ser convidados para acompanhar as crianças. Cuidado para não exagerar na lista.

4. Utilize convites eletrônicos
Outra dica para economizar é usar a tecnologia a seu favor. Por isso, nada de convites em papel. Além de serem caros, eles sempre acabam sendo descartados. É possível montar um folder gratuito e enviá-lo por e-mail ou Facebook. Além de econômico, é uma alternativa ecologicamente sustentável.

5. Faça a festa em casa
Quanto ao local para realização da festa, opte por fazê-la em casa ou no salão de festas disponibilizado por alguns condomínios. Geralmente, o aluguel de um espaço maior encarece muito o evento, e acaba tornando-o inviável para muitas famílias.

6. Criatividade, sim. Luxo, não
Muitas pessoas desistem da ideia de organizar uma festa infantil ao pensarem que, para fazer algo bonito, é preciso investir em muito luxo. Nada disso! Como em muitas situações, uma festa infantil exige muito mais criatividade do que pompa. Com itens de baixo custo, cartolinas, bexigas e bastante capricho é possível fazer uma decoração que, com certeza, alegrará bastante a criançada.

7. Use itens que ofereçam praticidade
Ao organizar festas para crianças, muitas famílias compram itens caros. Todos sabem que, um tempo depois, esses itens ficam esquecidos nos armários. Isso acontece em todas as famílias. Para evitar isso, uma boa dica é, na hora de arrumar a mesa, priorize produtos descartáveis ou que possam ser aproveitados na cozinha ou destinados para outro uso após a festa, tais como copos, pratos, vasilhas etc.

8. Escolha um bom fornecedor
Na hora de comprar todos os itens necessários para a festa, desde produtos para decoração até os docinhos, é imprescindível contar com um bom fornecedor. Além de máxima qualidade com relação aos produtos e atendimento, é preciso que ele ofereça um preço competitivo e facilidades quanto ao pagamento. Também é recomendável comprar todos os itens da festa em um único fornecedor, já que, por meio disso, é possível conseguir descontos atrativos e evitar custos desnecessários com deslocamentos de loja em loja.

9. Opte por empresas que financiam a festa
Aqui no Brasil já existe a opção de empresas que financiam as festas infantis. Através delas, é possível realizar o parcelamento dos serviços. Além disso, os serviços são completos e sob medida, feitos de acordo com a necessidade de cada família.

10. Criatividade nas lembrancinhas
Uma opção interessante consiste em oferecer um brinquedo simples. Esse brinquedo pode ser um livrinho para colorir, um kit para fazer bolhas de sabão etc. As lojas especializadas em festas de aniversário oferecem uma infinidade de opções a preços bastante acessíveis. Um saquinho de balas ao final da festa é capaz de deixá-las muito mais felizes do que um saquinho cheio de brinquedos que elas provavelmente nunca usarão. E é bem barato também!

11. Incentive as brincadeiras mais lúdicas
Muitas das vezes, o que mais encarece uma festa é a disponibilização de brinquedos caros. Por isso, para torná-la mais acessível, vale incentivar brincadeiras mais lúdicas entre as crianças, além de disponibilizar um pequeno espaço com alguns brinquedos simples e livros infantis. Uma boa alternativa é fazer uma espécie de caça ao tesouro com “prêmios” bem simples e com preço acessível.

12. Festa infantil não é banquete
As comidas e bebidas que serão servidas estão entre as maiores preocupações ao organizar uma festa infantil em tempos de crise. Antes de mais nada, é preciso ter bem claro que aniversário de criança não é sinônimo de banquete. Tudo que será servido deve ser pensado considerando o gosto dos pequenos, e não dos adultos.

13. Evite o desperdício
É imprescindível evitar o desperdício de comidas e bebidas. Para que isso não aconteça em excesso, verifique o número exato de convidados e disponibilize os salgadinhos, pequenos lanches, doces, bolos, sucos e refrigerantes suficientes para o dia, sem grandes sobras. Na maioria das vezes, as crianças se distraem brincando e não costumam comer demais. Os pais e acompanhantes também comem pouco, o que acaba tornando menor a quantidade de comida necessária.