Os Millennials pensam grande e os líderes são cada vez mais jovens

Eles estão prontos para serem líderes dentro das empresas? Estudo da MindMiners em parceria com o CIP revela o que os jovens pensam sobre liderança

Shutterstock

Diante do recorte sobre trabalho, feito a partir do estudo “Jovens Digitais: Geração Transformadora”, realizado pelo MindMiners – empresa especialista em pesquisa digital – em parceria com o Centro de Inteligência Padrão (CIP), foi possível identificar o que os jovens pensam sobre o tema liderança.

Aline Tobal, gerente do CIP, aponta que o jovem colaborador tem sede de reconhecimento e desenvolvimento profissional. “Ele é impaciente e deseja crescer rapidamente dentro da empresa em que está; e, quando insatisfeito, sai em busca de novas oportunidades”, conta.

E não é só: ele espera conciliar vida pessoal e profissional, ter boa qualidade de vida e uma boa remuneração. É visível, então, que há uma correlação positiva entre pessoas que sentem que suas competências de liderança estão sendo desenvolvidas e pessoas que tem interesse em permanecer mais tempo no seu trabalho atual.

Fonte: MindMiners e CIP

Colocando em prática

Warney Araújo, diretor de RH da AeC acredita que as empresas precisam focar em adaptação. A AeC investe em projetos e, antes de realizá-los, conversa com o grupo operacional. Ele justifica que, em “talvez eu esteja fazendo algo que acho ótimo, mas eles talvez discordem. O primeiro fator fundamental é respeito”.
Entretanto, ao serem perguntados sobre o apoio que recebem das organizações para o desenvolvimento profissional, 43,9% discordam desse apoio, mesmo que estejam percebendo mudanças com relação aos incentivos e condições dadas à busca por cargos de liderança.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS