9 Startups do setor financeiro que podem cruzar o seu caminho

Durante o Money 20/20, empreendedores apresentaram suas fintechs para uma banca de profissionais e mostraram que podem se tornar bilionários. Conheça

Eles têm experiência no mercado financeiro, em grandes instituições, ou mal entraram em uma universidade. Não importa. Os empreendedores que subiram ao palco durante o Money 20/20, em Las Vegas (EUA), para defenderem seus negócios em três minutos (pitch) para uma banca mostraram que podem ser os próximos “unicórnios” – aquele conceito que define a startup bilionária.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Durante o maior evento de tecnologia e inovação em meios de pagamento, os empreendedores tiveram de encarar David Blumberg, fundador e sócio da Blumberg Capital; Rebecca Lynn, co-fundadora e sócia da Canvas Ventures; Dan Rosen, fundador e sócio da Commerce Ventures e Phin Upham, principal da Thiel Capital. Eles tiveram de analisar cada negócio e eleger um vencedor, que recebeu US$ 10 mil como prêmio. O público também teve sua vez e elegeu seu vencedor.

Confira as startups  – uma delas pode cruzar o seu caminho.

1. Debitize
Fundada por Liran Amrany, ex-executivo da JP Morgan, a startup tem o objetivo de ajudar a simplificar, otimizar e automatizar as finanças pessoas, especialmente as de cartão de crédito, ajudando os consumidores a aumentarem o score de crédito – ferramenta comum utilizada nos Estados Unidos para a concessão de crédito.

2. Tender Armor
A ferramenta tem como objetivo a prevenção de fraudes em compras online. Funciona assim: o cliente registra os cartões de crédito na ferramenta e recebe, todos os dias, um CVV diferente – CVV é aquele número de segurança registrado atrás de todo cartão de crédito e que é pedido toda vez que se realizam compras online. Com a ferramenta, o cliente tem um CVV diferente todos os dias. Caso alguém roube o cartão de crédito ou mesmo ache o seu cartão perdido e resolva utilizá-lo comprando pela internet, ele não vai conseguir. A fintech foi criada por Maddy Aufseeser, que atuou por mais de 30 anos no setor financeiro.

3. Finn.ai
A ferramenta usa Inteligência Artificial para ajudar os consumidores a economizar. É uma assistente virtual  que conversa com os clientes por voz ou mensagem de texto. Também emite alertas quando os gastos são excessivos, contas são pagas e dá conselhos de como usar o que está na conta. O público do negócio é formado por bancos e instituições financeiras que queiram oferecer uma experiência diferente aos consumidores. A startup foi fundada por Natalie Cartwright, que já trabalhou na Global Fund, a maior instituição do mundo que financia programas de combate ao HIV, tuberculose e malária.

4. Loyyal
A fintec é uma plataforma de fidelidade e benefícios construída com blockchain. A proposta da startup é remover as barreiras que impedem a fidelização do consumidor com as marcas e tornar os benefícios multi-marcas e multi-indústria. Um dos fundadores da fintech é Naol Duga, empreendedor especializado em sistemas e tecnologias de blockchain.

5. ZipCap
A startup é um programa de fidelidade que beneficia os pequenos negócios locais. A startup transforma essa lealdade em crédito para esses negócios utilizarem quando quiserem em seus negócios. Quanto mais clientes fidelizados eles conseguirem, maior será a linha de crédito. A fintech foi criada por Evan Malter, que já tem experiências em negócios que fortalecem empreendedores.

6. Trigger Finance
Criado por Rachel Mayer, que atuou com mercados emergentes no JP Morgan, o aplicativo analisa tendências do mercado de ações e envia alertas aos usuários dos movimentos do mercado de acordo com as condições determinadas pelos usuários no app. Dessa forma, o usuário não precisa ficar olhando o movimento da Bolsa o tempo todo. Ela venceu a escolha do público.

7. Sezzle
É um aplicativo de serviço de débito digital, voltado para beneficiar os consumidores que querem os benefícios normalmente concedidos pelos cartões de crédito, mas preferem pagar com débito. O app permite que o consumidor utilize o número do telefone e um PIN para pagar as compras. Com o app, o consumidor recebe de volta 1% do total do valor da compra. Os negócios também podem se cadastrar para, assim, desenhar outros benefícios aos usuários. A fintech foi criada por Paul Paradisis.

8. Greenlight
A fintech é um cartão e um aplicativo com foco no público infantil. A criança tem o cartão e os pais têm o aplicativo que controla todas as compras feitas pelos filhos com o cartão. Pelo app, os pais determinam os valores e as lojas onde os filhos podem comprar e os filhos podem requerer aos pais um determinado valor para fazer compras. Uma ferramenta de educação financeira para os filhos, criada por Tim Sheehyan, que já trabalhou no Yahoo!.

9. Pinn Technologies
Criada por Will Summerlin, um desses jovens que ainda tem espinhas no rosto, a plataforma tem o objetivo de tornar as transações digitais mais seguras e com menos barreiras. Utilizando-se de inteligência artificial, a plataforma analisa milhares de informações para identificar uma pessoa e o device para transformar a transação mais segura. A plataforma pode ser usada tanto no mundo online como no físico em setores como bancos, varejo e transportes. A fintech venceu a escolha dos juízes.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS