Renner não segura crise e vê lucro cair 11,5%

Apesar disso, empresa se mantém entre as mais sólidas e saudáveis do setor e segue com números acima da linha vermelha. Veja

No segundo trimestre, em relação ao mesmo trimestre do anos anterior, a Lojas Renner conseguiu aumentar o lucro líquido, contrariando o cenário econômico e a concorrência. Mas a companhia de fast fashion não resistiu no terceiro trimestre e registrou queda de 11,5% no lucro líquido no período, em relação ao mesmo período do ano anterior – quase o mesmo patamar de queda verificado no primeiro trimestre do ano.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Ao todo, a companhia somou R$ 84,9 milhões de lucro líquido no período, com leve alta de 1% nas vendas de mercadorias, para R$ 1,260 bilhão. Quando olhamos para a performance de vendas das mesmas lojas – aquelas abertas há mais de 12 meses – ela não foi tão boa: houve queda de 3,9% nesses estabelecimentos.

“O terceiro trimestre do ano foi marcado por vendas menores, influenciadas pelo ambiente econômico atual, com menor fluxo nos shoppings, principalmente nos dias em que ocorreram os Jogos Olímpicos, pelas temperaturas mais baixas que o usual e por questões de duas marcas do feminino, que estão em processo de ajuste”, afirmou a companhia em relatório.

Das marcas da companhia – Lojas Renner, Camicado e Youcom – as duas últimas se mostraram mais resilientes ao cenário, e registraram vendas 15,6% e 90,7% maiores, respectivamente.

No trimestre, os investimentos totalizaram R$ 106,8 milhões. Desse montante, R$ 42,3 milhões foram aplicados na abertura de novas lojas, R$ 24,3 milhões em Remodelações de Instalações, R$ 31,3 milhões em Sistemas e Equipamentos de Tecnologia, assim como R$ 1,2 milhão em Centros de Distribuição e R$ 7,7 milhões em Outros.

A empresa seguiu com o plano de expansão e inaugurou 10 lojas, sendo 6 da Renner e 4 da Camicado. Os investimentos totalizaram R$ 106,8 milhões, ante R$ 166,8 milhões do mesmo trimestre de 2015. Até setembro, a marca operava com 290 lojas da Lojas Renner, a Youcom, com 52 lojas, e a Camicado contava com 76 lojas.

O endividamento líquido da empresa está em R$ 1,089 bilhão, 2,4% menor que a posição de 31 de dezembro de 2015 e 17,4% inferior ao apresentado no mesmo trimestre do ano anterior.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS