A sede do consumidor por internet só aumenta – e isso é irreversível

Em uma bate-papo com analistas, o CEO da TIM afirmou que a média de dados consumidos supera a barreira dos três dígitos de Megabites – e não deve parar por aí

Por: - 3 anos atrás

Shutterstock

Responda rápido: você sabe a quantidade exata de dados que você consome por mês no seu smartphone? Não, não estamos nos referindo àquele pacote de dados no plano pós-pago oferecidos ao consumidor. Quanto você realmente consome de Megabites ou Gigabites todo o mês? Mais: você está aumentando ou diminuindo a quantidade de dados usados.

O consumo vai aumentar, especialmente com o avanço de modalidades de conexão que permitem uploads e downloads cada vez mais rápidos. O comportamento do consumidor foi um dos assuntos de uma teleconferência entre analistas e Stefano de Angelis, CEO da TIM.

Hoje, em média, o uso de dados por usuários (BOU) já está em 763 MB e 40% do tráfego se dá na rede 4G, com expressivo aumento da receita média de serviços de valor adicionados. “Estamos entrando em um ciclo mais virtuoso. A receita de dados tem ajudado no aumento da receita, sobretudo no pós-pago e no controle”, disse Stefano de Angelis, CEO da companha, durante teleconferência com analistas na terça e reproduzida no site Mobile Time.

Entre as prioridades da TIM estão levar serviços 3G e 4G onde hoje só existe a oferta de voz. A TIM também quer conquistar usuário pré-pago que agora vive um período de consolidação dos SIMcards em uma única operadora. “A nossa oferta de dados é o que fará o usuário optar pela TIM”, diz de Angelis.

Com informações do Mobile Time