Recuperações judiciais e falências diminuem em outubro

As micro e pequenas empresas são as que mais fizeram requerimentos de recuperação judicial de 2016, aponta levantamento da Serasa Experian. Entenda

A quantidade de pedidos de recuperações judiciais apresentou redução em outubro deste ano. Foram 121 requerimentos ante 244 registrados em setembro, o que representa uma queda de 50,4%. No entanto em outubro de 2015 foram 102 pedidos, então o indicador subiu 18,6%, na comparação anual.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

As informações fazem parte de um levantamento da Serasa Experian. O estudo mostra também que no acumulado de janeiro a outubro deste ano houve crescimento de 57,6% na comparação com o mesmo período do ano passado: foram 1.600 ocorrências contra 1015.

As empresas que lideram os requerimentos de recuperação judicial no acumulado do ano são as micro e pequenas, com 990 pedidos, em seguida aparecem as médias (391) e as grandes empresas (219). Na apuração mensal de outubro, as MPEs também aparecem na frente com 73 requerimentos, seguidas pelas médias empresas, com 34, e as grandes com 14.

Para os economistas da Entidade, apesar da queda mensal em outubro, o número de recuperações judiciais continua alto no País, e isso é reflexo do prolongamento da recessão econômica e das dificuldades de acesso ao crédito por parte das empresas.

De acordo com o levantamento, considerando o acumulado do ano até outubro foram requeridos 1.553 pedidos de falências no Brasil, o que representa um aumento de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado (1.483). Entre os pedidos de falência: 822 foram de micro e pequenas empresas ante 765 em igual período de 2015. Em seguida, 362 foram de médias empresas (no ano passador foram 349) e 369 pedidos de grandes empresas (em 2015, 369).

Somente no mês de outubro, foram 148 pedidos de falência requerida, significando queda de 20,4% em relação a setembro (186) e queda de 5,7% em relação a outubro de 2015 (157). Aqui as micro e pequenas empresas também foram responsáveis pelo maior número de pedidos de falência no mês: 82. Em seguida, as médias, com 34, e grandes, com 32.

Por fim, o estudo mostra que no acumulado do ano até outubro, foram decretados 599 pedidos de falências, decréscimo de 16,0% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando ocorreram 713 solicitações. Em outubro de 2016 foram decretados 53 pedidos, queda de 17,2% em relação a setembro, que apresentou 64 pedidos.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS