Arezzo fecha trimestre com queda de 1,8% no lucro líquido

Apesar da queda, a companhia de sapatos conseguiu fechar o período no positivo e com 19 novas lojas. Veja

A companhia Arezzo encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido 1,8% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo informou a empresa. Ao todo, o lucro da empresa somou R$ 35,5 milhões. A companhia detém as marcas Arezzo, Schutz, Alexandre Birman, Anacapri e Fiever.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

As vendas foram 10,1% maiores no período, para R$ 346,9 milhões. As vendas no conceito mesmas lojas, aquelas abertas há mais de 12 meses, foram 5,6% maiores, considerando as lojas próprias e as franquias.

“O terceiro trimestre marca a transição entre as coleções de inverno e verão. No mês de julho, as lojas monomarca encerraram a liquidação dos produtos de inverno de maneira bastante saudável, com aumento do percentual de vendas a preço cheio, menos sobras e portanto aumento do mark-up médio da rede”, afirmou a empresa no relatório.

Considerando o desempenho por marca, a Arezzo registrou R$ 220,1 milhões em receita bruta, um crescimento de 8,2% e representando 56,4% das vendas domésticas da empresa. Segundo a companhia, o resultado deve-se a campanha de marketing de verão da empresa. As vendas do canal web commerce atingiu 5,9% das vendas da marca.

Leia também
Magazine Luiza reverte prejuízo em lucro no 3º trimestre

Já a marca Schutz atingiu receita bruta de R$ 130,1 milhões ou 33,4% das vendas no mercado interno. “A nova plataforma Web da Schutz, que recebe o nome F.I.S. (Fashion Info & Shop), representa mais um passo importante no projeto Omni da empresa, ao tornar o site uma referência de conteúdo de moda e tendências, aumentando ainda mais o engajamento das consumidoras e alavancando o canal de vendas”, disse a empresa. A companhia segue com o projeto-piloto da marca nos EUA, com a segunda loja em Los Angeles.

A marca Anacapri atingiu receita de R$ 33,4 milhões, crescimento de 24,7% sobre o mesmo período do ano passado. “O bom resultado é consequência de um mix mais assertivo na coleção de verão, aliado à consolidação do posicionamento da marca e impulsionado por um maior investimento em marketing”, disse a companhia.

A marca Alexandre Birman, através do contínuo foco no fortalecimento de seu branding internacional, cresceu 22,6% seu faturamento em relação a 2015. Já a marca Fiever continua com desempenho crescente, segundo a empresa.

Ao fim do trimestre, a empresa contava com 544 operações – 19 a mais do que o verificado no terceiro trimestre de 2015. Por canal, as lojas monomarca representaram 72,3% do faturamento no mercado doméstico.

Leia também
Lucro da Raia Drogasil sobe mais de 33% no 3º trimestre






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS