7 dicas para impulsionar o m-commerce na Black Friday

Em 2015, o Brasil registrou crescimento de 190% nas compras por aplicativos na última semana de novembro. Confira como aproveitar esse comportamento

Enquanto a temporada de festas se aproxima, muitos varejistas se preparam para o frisson que acontece não só nos dias que antecedem as festas, como também durante as grandes promoções que vêm depois. Mas, o varejo está preparado para um salto massivo das vendas mobile (por meio de smartphones)?

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

De acordo com estudo da Emarketeer, só nos EUA, as vendas por meio de aparelhos celulares devem crescer 78,3%. No Brasil, um levantamento realizado pela AppsFlyer mostra que na última semana de novembro (Black Friday), em 2015, houve um pico de compras por aplicativos (iOS) 5 vezes maior do que o restante do ano, apresentando 190% de crescimento em compras por apps.

No entanto, pode parecer tarde para se preparar para o Natal, mas ainda há muitas coisas que os apps podem fazer para aproveitar o máximo das festas. Seguem sete insights úteis para quem está no páreo das compras pelo celular:

1. Comece a adquirir novos usuários o mais rápido possível
Quanto antes o aplicativo ganhar novos usuários, mais dados você terá sobre hábitos e preferências antes do pico de compras. Esse entendimento dos usuários pode ajudar no engajamento, justo quando ele é mais importante.

2. Com isso em mente comece suas campanhas de aquisição de usuários ASAP
Se o app quer mais compradores nos grandes dias de vendas, devem focar em mais instalações em novembro. Assim, é possível vender mais nos dias de pico antes do Natal, durante e pós-festas.

3. O Natal não é o pico de compras por apps. Um mês antes sim
O consumidor leva em consideração os planos de viagem nos feriados e os prazos de entrega – justamente por isso as compras online serão feitas bem antes do natal. Haverá compradores de última hora, mas o ideal é que o app se planeje para o grande volume de pedidos pelo menos uma semana antes do Natal.

4. Faça cross-channel para atrair seu consumidor
O período de festas é uma das raras ocasiões em que os usuários gostam de receber lembretes e ofertas. Principalmente ofertas bem atraentes. Use e abuse do cross channel para atrair compradores ao aplicativo: retargeting, avisos Push e e-mail.

5. Usuários de Android e iOS se comportam de forma diferente, portanto precisam de planos separados
Usuários de Android gostam de estender as compras além de novembro. Usuários Apple têm pico entre a última semana de novembro (Black Friday) e termina em duas semanas.

6. Diversifique as mídias para maximizar retorno
Quanto mais inserções de mídia o app tiver, mais haverá espaço para campanhas “data-driven”. Aumentando o alcance para uma base maior de usuários em diversas mídias, aparecerá um novo rol de compradores interessados.

7. Tire vantagem do novo iPhone
Há muitos consumidores que estão torcendo para ganhar o novo iPhone de Natal. Quando eles abrirem aquelas caixas, estarão ansiosos para baixar novos apps, então aproveite todas as oportunidades para manter o seu app na cabeça dos usuários. Por que não começar o ano com uma nova leva de usuários de iPhone?

Esses insights podem ajudar aplicativos a capitalizar o altíssimo crescimento de compras mobile nessas festas de fim de ano, que estão chegando perto, mas ainda dá tempo.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS