Supermercados precisam se preparar para a concorrência do e-commerce?

Compra de alimentos e bebidas pela internet vem dando os primeiros passos no Brasil com novas tecnologias e players no mercado

O comércio eletrônico está em constante crescimento no mundo e deve atingir a marca de 12,4% ao ano, segundo uma pesquisa encomendada pelo Google. Essa informação confirma a força do negócio digital que alcança cada vez mais segmentos do varejo, inclusive no supermercadista.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

De acordo com Marcelo Jacinto, diretor da SOUMAIS, empresa de marketing e fidelização, o varejo físico ainda deverá ter vida longa, principalmente no Brasil, no entanto, o executivo alerta que já está hora do setor buscar maneiras de se adaptar e disputar os clientes com essa nova concorrência.

Diferentemente dos EUA e Europa, onde o e-commerce no setor alimentício tem forte presença, no Brasil ele ainda está dando os primeiros passos. Contudo, os supermercados brasileiros devem estar preparados para não serem pegos desprevenidos.

Segundo Jacinto, a melhor arma do varejo nessa disputa é conhecer seu público consumidor e mostrar que o trabalho de inteligência da informação não é exclusividade dos meios digitais. “Conhecer o comportamento de compra de seus clientes possibilita um trabalho estratégico de extrema importância que orienta e recomenda ações de marketing e de relacionamento”, explica o executivo.

Soluções como a SOUMAIS ajudam lojistas de pequeno e médio porte na disputa pela atenção do consumidor contra o e-commerce. “Conhecendo o seu público, os pontos de vendas poderão brigar de igual para igual, adotar e definir estratégias específicas para prospectar clientes e levar para eles um atendimento diferenciado”, finaliza Jacinto.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS