O carro autônomo – ou sem motorista – vai precisar de seguro?

Não vai demorar e o carro autônomo vai invadir o espaço urbano. Uma pergunta pertinente é se será necessário pagar o seguro do veículo, uma vez que a pessoa é indicador de cálculo para o sinistro. As empresas deram a sua opinião

Shutterstock

O seguro de um carro possui diversos indicadores que compõem o valor do sinistro. Há desde o local onde você mora, o tipo de carro e o mais importante: quem é você e como se comporta. Nesse sentido uma pergunta chama a atenção: se o perfil do proprietário é realmente importante, como considerar esse importante elemento em um mundo com um carro autônomo, ou melhor, sem motorista? Será preciso exigir o perfil da Apple ou do Google?

VEJA TAMBÉM: BAIDU TESTA O SEU CARRO AUTÔNOMO 

CARRO AUTÔNOMO A 14 BILHÕES DE QUILÔMETROS DE DISTÂNCIA    

Ao que tudo indica, esse fator não deve influenciar na importância de um seguro de automóvel – talvez o cálculo. O assunto foi pauta de uma entrevista no programa de rádio da CNSeg. “O fato de um carro ser autônomo não o isenta da necessidade de uma cobertura de seguro. E os fatores mais importantes para precificar esse seguro vão continuar sendo a região onde ele está inserido e o próprio veículo, de acordo com a marca, o modelo e o patamar de preços em que ele se encaixa”, afirmou o vice-presidente da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Luiz Pomarole.

A entrevista, assim como outros tópicos do mercado segurador estão disponíveis no link da rádio AQUI.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS