E surge o novo Grupo Padrão

Surge um novo Grupo Padrão, uma empresa com foco no público corporativo, com um portfólio completo de eventos líderes de mercado e de serviços de informação qualificada presente nos seguintes formatos: mídias, estudos, conteúdos, pesquisas e insight. Conheça a empresa

Tempo de leitura: 4 minutos

2 de dezembro de 2016

Youtube/ reprodução

Esqueça uma editora de revistas e organizadora de eventos. No último dia 2, surgiu uma nova empresa: o novo Grupo Padrão.

A empresa manteve a preocupação com a inovação e a divulgação das principais tendências (ou megatrends) ao redor do mundo. Agora, o Grupo Padrão foi além: hoje, é uma empresa com foco no público corporativo, com um portfólio completo de eventos líderes de mercado e de serviços de informação qualificada presente nos seguintes formatos: mídias, estudos, conteúdos, pesquisas e insights. CONHEÇA O NOVO SITE AQUI

Veja o vídeo do novo Grupo Padrão:

Mas como a empresa alcançou o pioneirismo nesse novo posicionamento no mercado? Nada foi por acaso, segundo palavras de Roberto Meir, CEO do Grupo Padrão.

Na verdade, foram feitas observações e análises de benchmarks reconhecidos ao redor do mundo. Mas apenas isso não era suficiente. Foi preciso corporificar o conteúdo, entender o que mudou e o que realmente é uma tendência para o futuro – algo, convenhamos, não tão distante da nossa atualidade.

Roberto e todo o Grupo Padrão procuraram entender as transformações desse novo mundo e o ritmo dessas mudanças. Lá fora, as economias mais pujantes vivem um universo de colaboração, feito por millennials de diferentes idades e particularidade e o mais importante: cheios de novas ideias.

Diante de tantas novidades rolando lá fora, o presidente do Grupo Padrão soube separar a notícia comum de uma mega tendência. Mais: soube distinguiu o big data do big noise. Mas o que seria isso?

“Aqui, separamos o big data do big noise. É um pouco do que aconteceu com a trágica histórica do time da Chapecoense e que a imprensa repercutiu mais de um milhão de vezes. Isso foi o big noise. E qual foi o big data? No mesmo dia, na calada da noite, o nosso Congresso aprovou as mudanças do projeto anticorrupção. Isso é big data”, afirmou Meir.

Assim, surge o novo Grupo Padrão. Preocupada com a novidade, atenta com todas as tendências, mas sem deixar de lado qualquer big data que surja na calada da noite. A ideia é ser o arquiteto da informação em um país cheio de desafios. A ideia é desenhar, planejar e introduz os insights que vão conduzir as empresas (e todas as pessoas) na direção de um país melhor.

 

Fernando Zuanon

Fernando Zuanon

 

“O que nos diferencia do mercado de mídia tradicional e que visualiza as coisas da maneira convencional? É que nós somos uma empresa de propósito, somos um grupo de propósitos. Então isso nos diferencia completamente dos demais. Então, a partir disso, estamos abrindo um leque de oportunidades, pensando em conteúdos customizados, conteúdos abertos, diferenciados, que podem atender em todas as necessidades das empresas”, Fabiana Zuanon, Diretora Executiva de Estratégia, Inovação e Novos Negócios do Grupo Padrão.

“A criação dessa marca representa o ponto de partida para as empresas serem capazes de oferecerem essas respostas justamente porque procura trabalhar com a unidade básica da informação de uma maneira mais estruturada e dentro de um método muito particular que desenvolvemos e estamos aperfeiçoando, justamente por isso que a gente pode dizer que somos arquitetos de conteúdo. E dentro do processo de conteúdo têm a ciência do espaço, nós temos a ciência da informação”, afirma Jacques Meir, diretor executivo de conhecimento, conteúdo e comunicação do Grupo Padrão.

Diversas empresas estiveram presentes no lançamento do novo posicionamento do Grupo Padrão. Veja alguns depoimentos.

 

Rodrigo Perri, diretor de marketing da Mutant

“Sempre fomos parceiros da Padrão e a nova proposta está totalmente em linha com que estamos discutindo dentro da Mutant, um novo foco, voltado para o consumidor e para a inovação. Há sem dúvida muita coisa para trabalharmos ecomo sempre esperando a qualidade do Grupo Padrão”

 

Christina Carvalho Pinto, CEO da Full Jazz

“Todo o conceito dessa nova marca do Grupo Padrão nasce de uma única verdade, que é aquilo que o Grupo Padrão vem fazendo em benefício dos negócios, das empresas, dos clientes das empresas. O Grupo Padrão tem uma capacidade captar inovação e de ser inovação que a gente não tem visto no mercado.

 

Marcelo Raducziner, diretor de clientes da HPE

Achei bem interessante. A marca ficou bonita, saiu do lugar comum e terá um caminho bom pela frente. Penso que ele deve abrir para outras disciplinas. Com o apoio da inovação, vai abrir mais oportunidades para o crescimento do próprio Grupo.

 

José Ignácio Pilar, consultor geral da The Plot
Achei importante esse marco de mudanças porque é a certeza de que vocês continuam na vanguarda da quebra de paradigmas. E exatamente por inovarem, vocês se tornam autoridades cada vez maiores em dizer qual é o caminho da inovação pra todo mundo que está aqui.

 

Luiz Lobo, sócio da Full Jazz

É um orgulho ter criado a marca do Grupo Padrão. Foi um grande desafio. Uma da coisas que a gente teve que fazer foi pensar que cada gomo da marca é um braço da Padrão e eles se encontram como se fosse em um redemoinho, sendo que as cores representam alegria. Até por isso, a gente sai daqui mais positivo e temos de mudar toda a história da nossa vida.

 

André Marcel Migliorelli, diretor executivo da A5 Solutions

 “Achei interessante, pois isso mostra que o Grupo Padrão está sempre inovando. Realmente, conforme o Roberto comentou, o mundo está mudando. Há uma série de transformações, mega tendência, e vamos acompanhar todas elas dentro da nova visão do Grupo.”

 

Marcelo Chianello, diretor executivo de operações da Contax

“O novo posicionamento traz um ‘refresh’ para a empresa de vocês, mas sem perder a essência. Para mim, a melhor abordagem, a melhor sacada, foi essa mudança para arquitetos de conteúdo. O que move o mundo são as ideias. No fim, são as perguntas e não as respostas. E vocês fazendo as perguntas certas, trarão reflexões para o mercado como vocês sempre fizeram, ditando tendências, além de novos conhecimentos e novas ideias. Parabéns.

 

José Eduardo Vaz Guimarães, diretor corporativo da Flex Contact Center

“Estamos muito felizes. Eu acho que novo posicionamento vem de encontro com o que o mercado esperava da empresa. O Brasil espera agendas positivas e novas soluções. Hoje, estamos assistindo o noticiário que nos deprime. O que realmente queremos é uma grande quantidade de empresas que ajudem clientes e os consumidores a encontrarem novos caminhos. Por tudo isso, o Grupo Padrão foi muito feliz.”




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS