5 “superalimentos” naturais que você deveria experimentar

Os”superalimentos” são conhecidos como alimentos naturais com grande valor nutricional. Conheça cinco deles

Os chamados “superalimentos” são conhecidos como alimentos naturais com grande valor nutricional. Eles vêm ganhando um espaço cada vez maior entre os adeptos da alimentação saudável que buscam, muito mais que um corpo escultural, uma maior qualidade de vida.

Anote aí:

1. Maca peruana
Esse vegetal lembra o rabanete e promove o emagrecimento saudável, o que muitas vezes é difícil de atingir em uma dieta pobre em carboidratos. A maca peruana (Lepidium meyenii), é uma raiz com 59% de carboidrato e muitas fibras. Pode ser consumida em pó ou em cápsulas.

2. Kelp
Retirada dos mares da Noruega, é uma alga muito utilizada por ser fonte de nutrientes e pelos seus efeitos no metabolismo. Seu consumo geralmente ocorre após sua secagem. É considerado um superalimento pelo fato de fornecer nutrientes importantes para a saúde, como o iodo, que é necessário para um bom desenvolvimento do organismo e o funcionamento da glândula tireoide, responsável pela produção de hormônios importantes. Porém, seu uso deve ser feito com cautela, pois a alga contém alta dosagem desse mineral, que em excesso pode ser prejudicial à saúde. Pode ser consumida em pó ou em cápsulas.

3. Couve chinesa
A couve chinesa (Brassica rapa var. Pekinensis) ou repolho-chinês, é rica em vitamina C, vitamina K e potássio. Originário da Ásia, é considerado um superalimento natural, sendo uma excelente opção para quem busca uma vida saudável.

4. Spirulina
Este superalimento natural é realmente “super”. Tem mais de 50 nutrientes na sua composição. Entre eles o ferro, que se destaca, pois não existe no mundo outro alimento que apresente concentração tão elevada desse composto. Para quem busca eliminar o cansaço diário é muito importante saber: a falta de energia pode estar relacionada a uma deficiência de ferro no corpo.

5. Beterraba
A betaína é um aminoácido presente na beterraba e não pode ficar de fora da alimentação saudável. Além do mais, ela conta com o antioxidante licopeno e fibras, essenciais para o bom funcionamento intestinal. E sua rama pode ser aproveitada para fazer uma couve deliciosa. Experimente!

Com informações da Ocean Drop






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS