Entenda o que é DevOps: o segredo do sucesso da Amazon e do Google

DevOps é uma cultura de sinergia corporativa usada por empresas como Amazon e orientada para o consumidor. Entenda e aplique

Shutterstock

É difícil não elogiar a eficiência de sites como o da Amazon ou mesmo o Google. Deixando de lado as questões técnicas ou eventuais problemas com os produtos, as páginas realmente parecem pensadas para os seus clientes – e isso não ocorreu por acaso. O segredo desses sites tem nome: DevOps.

O Devops é um neologismo produzido a partir das palavras development e operations ou a união entre desenvolvimento e inovação aliada à operação. Em outras palavras, trata-se de um termo usado para designar uma sinergia de trabalho e informação entre diferentes áreas de uma empresa. Tudo isso tem como foco atender as necessidades de um cliente, seja ele final ou não. Talvez você se pergunte: mas há outros termos para designar a mesma coisa!

De fato. Embora a ideia possa ser aplicada a qualquer atividade econômica, o termo ajuda a entender o funcionamento da Amazon e Google. Ou seja, a área de TI conversa o tempo todo com outras áreas, tais como marketing, jurídicos e outros. Isso ajuda a aprimorar ou até e excluir processos orientados ao cliente. Mais do que isso, a incorporação dessa cultura torna a empresa receptiva às ideias que surgem nas áreas de inovação ou tecnologia – desde que sejam úteis e aplicáveis, claro. Essa mudança praticamente exclui a burocracia, tornando-a acessível e facilmente mutável conforme as necessidades dos clientes. É o chamado “viver em beta”.

Um dos maiores especialistas no assunto no Brasil é Rene Abdon, diretor de serviços da Dynatrace, no Brasil. Segundo ele, o termo foi usado pela primeira vez na obra “The Phoenix Project: a Novel About IT, DevOps, and Helping your Business Win”, Gene Kim, Kevin Behr e George Stafford.

“A obra narra a trajetória de uma empresa em um cenário caótico. Então, acontece uma mudança. É introduzida uma cultura organizacional, que inclui no processo o contato direto entre as áreas de negócio e o pessoal da TI. Não é cultura de um, mas uma vitória de todos”, diz Abdon.

O resultado dessa mudança é uma empresa com ótimo desempenho, o que fica evidente justamente em seu site. Endereços como a Amazon oferecem respostas em tempo real para todas as demandas do consumidor. Mas há os maus exemplos. “Lembra da Ocean Air? Ela surpreendeu o mercado ao oferecer passagem a R$ 1. O problema é que a área de desenvolvimento não falou com a de infraestrutura. Choveram reclamações porque o site não suportou a demanda. Foi uma perda monstruosa.”, explica o diretor da Dynatrace.

Em outras palavras, quer conhecer uma empresa? Embora o caso não se aplique a todas as empresas, é fato: comece pelo site da companhia.

 

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS