O restaurante que faz 240 ovos em 12 minutos

Atenta à demanda das empresas e dos consumidores, Sodexo cria “cozinha inteligente” para restaurantes gastarem menos e fazer refeições mais saudáveis

Shutterstock

Alimentos mais leves e saudáveis são uma demanda crescente para quem trabalha no ramo alimentício. Nestlé, Coca-Cola e McDonald’s, só para ficar nos gigantes, estão entre empresas que reviram sua opções ou reduziram açúcares e gorduras dos produtos nos últimos anos.

Eficiência, agilidade, competitividade e redução de custos são uma demanda crescente para as empresas de qualquer ramo. No Brasil, após dois anos de uma profunda recessão, atingir estas metas se tornou especialmente essencial.

Foi no meio destas duas linhas de fogo que a Sodexo criou a Cozinha Inteligente, um projeto de cozinha corporativa com tecnologia de ponta que permite fazer muito mais, com muito menos.

“O mercado pede isso”, disse, em entrevista à Consumidor Moderno, presidente da Sodexo On-site, Mauro de Marchi. “As empresas não podem perder competitividade, elas não têm espaço para ineficiência.” A Sodexo On-site é o braço da companhia de benefícios responsável pelo nicho de refeições coletivas – a gestão de refeitórios dentro das empresas. Empresas, indústrias, escolas, hospitais e até campos de mineração e plataformas de petróleo estão entre os tipos de locais onde a Sodexo gerencia a alimentação dos funcionários ou visitantes.

Menos óleo e mais comida
O projeto para a “cozinha inteligente”, galgado em forte pilar tecnológico, foi uma maneira de repensar completamente a maneira como a companhia pode operar as cozinhas de seus refeitórios, o que envolveu equipamentos de ponta, utensílios profissionais, mudança nos alimentos e novos tipos de processo.

Com o novo formato, a produção – uma tarefa que pode demandar refeições para centenas de funcionários em um único dia – fica muito maior, enquanto o consumo de água, eletricidade, gás e óleo, além da disposição de resíduos, cai drasticamente.  

Para se ter uma ideia, com os novos fornos profissionais, a equipe de cozinheiros da Sodexo consegue agora fazer 240 ovos em 12 minutos –  e sem usar óleo. Com os fogões tradicionais, eram 16 no mesmo período. Uma leva de grelhados, que antes tomava 3 horas para ficar pronta, agora leva apenas 1h30.

“Conseguimos oferecer eficiência, entregar alimentos de qualidade para o usuário e ainda proporcionar mais segurança e menos estresse para a nossa equipe”, diz Marchi. “A cozinha inteligente é mais fácil de ser operada, reduz a utilização de chamas, de equipamentos pontiagudos.” Segundo a Sodexo, o consumo de energia fica 32% menor, o de gás até 66% menor e o uso de água cai na faixa dos 21%. 

Modelo de cozinha inteligente da Sodexo (Foto: Tiago Pinheiro/Divulgação)

Modelo de cozinha inteligente da Sodexo (Foto: Tiago Pinheiro/Divulgação)

“B2B2C”
Com os adesivos de seus cartões de refeição e alimentação colados nas portas de restaurantes de todo o país, a Sodexo é muito mais conhecida, para o consumidor final, pelo braço de benefícios. Mas a multinacional de origem francesa é também uma líder nacional e mundial do mercado de refeições coletivas.

No Brasil, atua neste segmento há mais de 30 anos e, desde 2011, quando comprou a gaúcha Puras, é a maior do país, estando presente em 24 estados dos 26 do país. 

Mas, embora sejam as empresas o seu cliente, o que realmente importa é o consumidor final e para onde caminham as suas tendências de comportamento. “Embora nossa relação de negócios não seja com o consumidor, é ele quem é impactado pelo nosso produto. É uma espécie de mercado ‘B2B2C’; eu faço uma relação B2B para que o C esteja melhor”, diz Marchi.

Daí a necessidade de embutir tecnologia em uma atividade, a princípio, essencialmente artesanal – cozinhar – e buscar não só eficiência, mas qualidade e saudabilidade também. “É uma mudança gradual, não tem uma data, mas a consciência da população mudou”, diz o executivo. “Mesmo as crianças, hoje, já têm essa consciência. Meus filhos tiveram aula de nutrição na escola. Então não há mais espaço, ou é muito pouco, para que o fornecedor não tenha essa preocupação.”

Atualmente, a Sodexo gerencia as instalações de mais de 2 mil empresas no país, oferecendo diferentes opções de cozinhas e refeitórios para cada tipo de perfil – de cafés a food trucks e lanchonetes infantis. A “Cozinha Inteligente” é uma modalidade oferecida há dois anos aos clientes.

[masterslider id=”33″]






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS